Saiba como evitar golpes em leilões de carros

Por Kaique Lima | Editado por Claudio Yuge | 29 de Setembro de 2022 às 15h20

clique para compartilhar

Link copiado!

Com carros novinhos vendidos a preços fora da realidade da maior parte dos brasileiros; e até mesmo os seminovos e usados com valores altíssimos, o interesse de pessoas físicas por veículos de leilão tem aumentado significativamente nos últimos meses. Porém, junto com o desejo da população sobre esse tema, cresceu também a ação de golpistas nesse tipo de negociação.

Por conta disso, é necessário tomar muitos cuidados ao buscar um carro em um leilão, já que esse ambiente tende a ser mais propício para a aplicação de golpes do que sites de compra e venda e concessionárias de usados. A principal delas é ler o edital com bastante atenção e, se possível, pedir ajuda para um profissional da área jurídica para evitar dores de cabeça lá na frente.

Como evitar golpes em leilões de carros

Leilões de carros, assim como os leilões da Receita Federal, têm um processo que é bastante burocrático. No site da disputa, por exemplo, devem constar informações como o edital do leilão, que deve contar com o nome do leiloeiro, que deve estar registrado na Junta Comercial do estado e também é importante que ele faça parte do Sindicato dos Leiloeiros de onde trabalha.

Outras informações que devem constar no edital do leilão são a matrícula do leiloeiro e outras informações do profissional, como telefone e endereço. Também devem aparecer no documento os dias e horários do evento, além do local do depósito em que os carros negociados estão. A falta dessas informações deve acender um sinal amarelo no comprador.

Atenção para preços baixos e nunca pague para ganhar

Assim como no golpe do carro usado, é comum que leilões falsos tenham a cobrança de uma espécie de sinal. Se for pedido algum valor para garantir a vitória no leilão, é provável que se trate de uma fraude. Nesse tipo de evento, não é permitida a cobrança de nenhum valor adiantado, e o comprador só deve ser conhecido no momento em que o leiloeiro gritar: “vendido”.

A sabedoria popular diz que “se a esmola é muita, o santo desconfia”, e isso vale também para os leilões. Os preços dos veículos realmente são muito mais baixos do que em concessionárias e até mesmo do que carros que são vendidos por pessoas que querem apenas alguém para assumir dívidas às quais não estão conseguindo pagar.

No entanto, se um veículo em bom estado, sem defeitos e avarias e com todas as peças e excelentes condições, estiver com um preço muito abaixo do valor do tabela Fipe, é um sinal de golpe. Vale lembrar que as condições de venda e pagamento estão presentes no edital. É importante ler tudo com bastante atenção e entrar em contato com o leiloeiro e sua equipe em caso de dúvidas.

Por último, mas não menos importante, sempre procure por empresas estabelecidas. Tente acompanhar eventos sem comprar nenhum veículo para saber como o processo funciona e dê preferência para empresas de leilão que tenham locais como escritórios e depósitos que possam ser visitados antes e depois de uma eventual compra.