Mi Band 5 vs Mi Band 4: quais são os avanços da geração mais nova da smartband?

Por Felipe Junqueira | 28 de Fevereiro de 2021 às 13h00

clique para compartilhar

Link copiado!

Mi Band 5
ver mais

A Mi Band 5 trouxe algumas mudanças na popular pulseira inteligente da Xiaomi, como tela maior, monitoramento de mais esportes e algumas novas funções. Mas o que, afinal, muda da Mi Band 4?

Nos próximos parágrafos, Canaltech explica todas as diferenças entre as duas gerações da smartband para lhe ajudar a entender se vale a pena trocar a sua. Entenda todas as vantagens e novidades da Mi Band 5 frente à Mi Band 4.

Mi Band 5 vs Mi Band 4: design e tela

Pouca coisa mudou na nova geração da smartband, e não é muito fácil identificar qual é qual ao olhar para as duas. Mas há diferenças consideráveis ao observar mais de perto, e em praticamente todos os aspectos, começando pela tela e dimensões da caixa, que aumentaram um pouco.

A Xiaomi manteve o painel AMOLED com cores vivas e energeticamente eficiente, mas passou de 0,95 polegada para 1,1 polegada. A resolução também teve um acréscimo na quantidade de pixels, que era de 120 x 240 pixels e agora chega a 126 x 294 pixels, ou seja, ficou um pouco mais alto, com mais pixels no geral, para compensar o tamanho maior. O brilho também alcança intensidade um pouco maior, de 400 nits para cerca de 450 nits.

As dimensões da caixa na Mi Band 4 são de 46,8 x 17,8 x 12,6 mm, e a Mi Band 5 tem 47,2 x 18,5 x 12,4 mm, uma diferença bem pequena, mas fundamental para abrigar o display um pouco maior. O peso foi reduzido de 22,1 g para 11,9 g, ou seja, a nova pulseira pesa pouco mais da metade da antecessora.

O visual em si mudou pouca coisa, mas agora a caixa não sai mais tão fácil da pulseira, e nem precisa, já que o carregamento agora é feito com um conector magnético. Na Mi Band 4, era necessário remover a caixa para inseri-la no carregador. O bracelete em si não muda nada, é um silicone com fecho igual — mas é bom notar que pulseiras da quarta geração não cabem na quinta.

De resto, a Xiaomi não mudou nada da Mi Band 4 para a 5, mantendo a mesma proteção contra água, de até 5 ATM, ou seja, pode ser mergulhada em até 50 metros, e a tela ainda é sensível ao toque com um único botão capacitivo na parte de baixo para auxiliar a navegação.

Mi Band 5 vs Mi Band 4: funções e conectividade

Em conectividade, nada muda: Bluetooth 5.0, uma das versões mais novas, estável e de baixa latência da conexão sem fios, já estava presente na Mi Band 4 e também está disponível na Mi Band 5. O aguardado NFC não chegou à versão global da smartband da Xiaomi, que também não possui Wi-Fi nem rede móvel.

A Mi Band 4 ainda faz monitoramento de passos, sono e batimentos cardíacos, além de permitir que o usuário controle as músicas no celular. Na nova geração, além de todas estas funcionalidades, a Xiaomi incluiu o controle da câmera do celular, para você tirar fotos ou gravar vídeos usando a pulseira como disparador e, para as mulheres, faz o acompanhamento do ciclo menstrual.

Quanto às atividades físicas, foram incluídas as atividades elíptico, remo, bicicleta ergométrica, yoga e pular corda, aumentando para quase o dobro do que já poderia ser monitorado na Mi Band 4. Completam a lista as atividades presentes em ambas as gerações: esteira, exercício, corrida ao ar livre, ciclismo, caminhada e natação.

Mi Band 5 vs Mi Band 4: bateria

A capacidade da bateria foi reduzida de 135 mAh para 125 mAh, e o tempo total de uso caiu de até 20 dias em standby para até 14 dias nas mesmas condições. Ainda é um tempo muito bom longe da tomada, e a Mi Band 5 tem a vantagem de ser mais fácil colocar para carregar, já que tem o cabo com conector magnético, o que dispensa que a caixa seja removida da pulseira.

O tempo de carregamento é o mesmo, ficando em cerca de 2 horas para ir de 0% até 100%; Nenhuma das duas versões traz adaptador de tomada na caixa, apenas o cabo, que pode ser conectado a qualquer entrada USB, seja no computador, uma tomada ou um adaptador que vem no celular, desde que este último seja certificado pela Anatel.

Qual vale mais a pena?

Considerando as poucas vantagens da Mi Band 5 para a Mi Band 4, você pode avaliar a diferença de preço entre as duas para fazer a sua escolha. A menos, claro, que alguma das novas funcionalidades seja essencial, e aí já aproveita para pegar a geração mais recente e talvez só pensar em fazer uma atualização dentro de dois anos.