Huawei Band 7 estreia no Brasil com design mais fino e sem NFC

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 27 de Julho de 2022 às 06h00

clique para compartilhar

Link copiado!

Huawei Band 7
ver mais

A Huawei anunciou na manhã desta quarta-feira (27) a chegada da Huawei Band 7 ao Brasil, versão atualizada da pulseira inteligente da gigante. Mais fina que a antecessora, a novidade promete uma experiência aprimorada com interface retrabalhada e bateria de longa duração, ainda que tenha estreado no país sem alguns recursos de peso.

Huawei Band 7 chega ao Brasil mais fina e sem NFC

Em um primeiro contato, observando o design, a Huawei Band 7 não parece trazer grandes novidades: a pulseira é quase idêntica à Band 6, trazendo construção em metal, comprimento de 47 mm e tela AMOLED de 1,47 polegada, com proteção de vidro curvo 2,5D e resolução de 368 x 194 pixels, elevada para um dispositivo de pulso. No entanto, a nova geração do acessório é consideravelmente mais fina, indo de 10,99 mm para 9,99 mm, prometendo maior conforto.

O dispositivo será disponibilizado nas cores preto, rosa, vermelho e verde, e conta com mais alguns ajustes para aprimorar a usabilidade, incluindo a implementação de pulseira respirável de liberação rápida, a redução de largura do módulo de medição da frequência cardíaca e a adoção de maior curvatura, visando um encaixe melhor no pulso.

O restante das mudanças está no software, que agora seria inspirado nas versões mais recentes do HarmonyOS, o sistema operacional próprio da Huawei. A pulseira traria inúmeros mostradores diferentes, com mais de 7.000 opções disponíveis na Huawei AppGallery, e adotaria números e elementos gráficos maiores, facilitando a leitura.

Equipada com os algoritmos de gerenciamento de exercícios e controle de saúde da marca, a Huawei Band 7 embarca 96 modos de treino diferentes, com detecção automática de 6 deles, permite o estabelecimento de metas diárias e acompanhamento constante dos batimentos cardíacos, pressão, oxigenação sanguínea (SpO2), níveis de estresse e ciclo menstrual, com alertas para anormalidades.

Além disso, a smartband atua como um complemento para o smartphone, fornecendo previsão do tempo para a semana e informações das fases da lua e das marés, contando com assistentes para localizar o telefone, ativar o obturador da câmera remotamente, estabelecer alarmes e controlar a reprodução de mídia, bem como possibilitando a leitura e interação com notificações.

Mesmo com a variedade de funcionalidades, a Huawei promete autonomia prolongada com a bateria de 180 mAh, que duraria até 2 semanas em "uso típico", ou 10 dias em "uso intenso", referindo-se às atividades praticadas e sensores utilizados. Ainda de acordo com a empresa, uma recarga rápida de 5 minutos proporcionaria 2 dias extras de autonomia em uso típico.

Apesar das limitações da empresa em smartphones, a nova smartband tem ampla compatibilidade com aparelhos rodando HarmonyOS, Android 6.0 ou superior e iOS 9.0 ou superior, utilizando o Huawei Health App para gerenciamento, disponível na Play Store e App Store.

O acessório possui certificação de resistência à água e mergulhos com pressão de até 5 ATM e apresenta boa variedade de conexões, embarcando Wi-Fi de 2,4 GHz, Bluetooth 5.0 e Bluetooth Low Energy (BLE), mas estreia no mercado brasileiro com uma ausência curiosa e um tanto decepcionante — não há NFC por aqui. Usuários que costumam realizar tarefas que dependam da tecnologia, como pagamentos por aproximação, devem procurar outras opções.

Preço e disponibilidade

A Huawei Band 7 está disponível a partir de hoje nas principais varejistas do Brasil, em opções de cores preto e rosa, com preço sugerido de R$ 399. Até o dia 14 de agosto, o acessório será vendido com preço promocional de R$ 349. A Huawei também confirmou que as cores vermelho e verde chegarão ao país nas próximas semanas.