Mi 10T, 10T Pro e 10T Lite chegam para fazer jus ao legado de 10 anos de Xiaomi

Por Rubens Eishima | 30 de Setembro de 2020 às 09h20

clique para compartilhar

Link copiado!

Mi 10T 5G
ver mais

Como divulgado na semana passada, a Xiaomi apresentou nesta quarta-feira (30) a linha de celulares Mi 10T. A principal novidade da atualização de fim de ano dos smartphones premium da marca é a chegada do Mi 10T Lite, que oferece os principais recursos da família a um preço mais acessível sem perder a conexão 5G.

Diferentemente do que aconteceu no ano passado, a marca trouxe novos modelos ao invés de simplesmente rebatizar aparelhos da linha Redmi K30 — como fez ao relançar o Redmi K20 como o Mi 9T.

Mi 10T Pro puxa a fila com 108 megapixels

O modelo Mi 10T Pro é o carro-chefe da linha e inclui especificações equivalentes às do Mi 10 Pro, a começar pelo processador, o mesmo Snapdragon 865 usado no celular do começo do ano. O aparelho conta ainda com 8 GB de memória RAM e opções de armazenamento com 128 ou 256 GB. Já o Mi 10T combina a mesma CPU com 128 GB de armazenamento e opções com 6 ou 8 GB de memória RAM.

Outra característica mantida no Mi 10T Pro é a câmera de 108 megapixels, mesma resolução do modelo Mi 10 Pro. Aqui, alguns fãs da marca talvez se decepcionem pelo fato da marca não ter utilizado o sensor de 48 megapixels do Mi 10 Ultra, avaliada pelo site DxOMark como a melhor já usada em um celular.

Dentro do lema “power your creativity” (dê poder a sua criatividade, em tradução direta), a linha Mi 10T oferece um recurso de longa exposição automática — sem precisar definir a velocidade do obturador, por exemplo — para registrar efeitos como pintura com luzes, rastros de luz (de carros à noite, com raios de luz pela avenida), multidão em movimento, céu estrelado à noite, rastros de estrelas e pintura a óleo.

Outros modos de câmera aplicam efeitos de cor, que destacam tons específicos, como amarelo ou azul; outra opção permite clonar o usuário, registrando poses diferentes e reunindo tudo em uma imagem só de forma automática e simples. E o modo de clones pode ser usado inclusive em vídeos — o que deve fazer sucesso com os influenciadores no TikTok.

No Mi 10T, a Xiaomi utiliza uma câmera principal com 64 megapixels e os mesmos recursos. Por outro lado, as duas câmeras secundárias são as mesmas nos dois modelos: grande-angular com 13 MP e macro com 5 MP.

Fotos simultâneas

O modo de gravação de vídeos, inclusive na resolução 8K, permite tirar fotos durante as gravações. Um recurso semelhante permite usar as diferentes câmeras em montagens com as duas imagens em paralelo ou em modo picture-in-picture.

A câmera inclui ainda modos para time lapse e timed burst — ambos com fotos tiradas em intervalos de tempo e reunidas em um vídeo.

Tela plana de 144 Hz

O Xiaomi Mi 10T e Mi 10T Pro se juntam aos celulares que voltaram à tela plana — ou seja, que não se estendem para a lateral do aparelho. Para se destacar na corrida das telas com alta taxa de atualização, a Xiaomi deixou para trás os rivais equipados com telas de 120 Hz e adotou no Mi 10T/Mi 10T Pro um componente que se atualiza 144 vezes por segundo, assim como alguns monitores gamers para PC. O resultado são animações ainda mais suaves na tela.

A Xiaomi destacou que a taxa de 144 Hz permite adaptar a exibição de conteúdos à taxa de atualização da tela, adotando um sistema de sincronização adaptativa — semelhante às tecnologias Nvidia G-Sync e AMD Freesync. Segundo a empresa, o modo permite economizar bateria, não precisando atualizar a tela quando o conteúdo não foi alterado.

Para obter a marca, a empresa abriu mão das telas AMOLED usadas nos aparelhos do começo do ano para utilizar um componente com a tecnologia LCD, que apresenta uma taxa de contraste menor. A fabricante chinesa cravou que apesar do painel, os celulares apresentam níveis de cor superiores aos do iPhone 11. E para o contraste, ela destaca o nível de brilho, com 650 nits.

Outra mudança está localizada sob o componente, que não conta com o leitor de digitais usado na linha Mi 10. Os aparelhos da linha Mi 10T voltam a usar um leitor dedicado, localizado na lateral do celular.

Bateria ampliada

Uma mudança no Mi 10T que é sempre bem-vinda é a bateria ampliada. Os novos modelos contam com 5.000 mAh de capacidade, com opção de recarga com fio a 33 W — novamente, nada do carregador turbinado de 120 W do Mi 10 Ultra.

A Xiaomi destacou, porém, que a capacidade é a maior entre os aparelhos topo de linha deste ano e oferece até 20 horas de autonomia em reprodução de vídeo.

Foi anunciado ainda um carregador opcional de 65 W — compatível com tablets, notebooks e até Nintendo Switch —, substituindo o uso de silício por nitreto de gálio (GaN). A Xiaomi afirma que o carregador ocupa metade do volume de um dispositivo equivalente, e o acessório será vendido por 30 euros (cerca de R$ 200).

Doutor bactéria

Mostrando que está antenada com as mudanças acontecendo ao nosso redor, a Xiaomi anunciou que o Mi 10T Pro inclui um tratamento bactericida em sua capa de proteção, que evita a proliferação de microrganismos e deve ser bastante útil para manter o celular limpo por mais tempo.

Xiaomi Mi 10T Lite: 5G para todos

Junto com os modelos Mi 10T e Mi 10T Pro, o novo Mi 10T Lite traz boa parte dos recursos e visual da linha para uma faixa de preço mais acessível. O modelo mantém a compatibilidade com redes 5G, incluindo as frequências mmWave mais velozes, cortesia do recém-lançado processador Snapdragon 750G.

O Mi 10T Lite conta com uma bateria de 4.820 mAh e tem autonomia de uso de até dois dias. Ele sai de fábrica com um carregador com fio de 33 W, como no modelo topo de linha.

Xiaomi Mi 10T Lite

Divulgação/Xiaomi

Outro recurso digno de modelo premium é a tela do Mi 10T Lite. Apesar de não ter as mesmas especificações do modelo topo de linha, apresenta taxa de atualização de 120 Hz, equivalente aos principais lançamentos de 2020. O tamanho de 6,67 polegadas e a resolução FullHD+ (1.080 x 2.400 pixels) são os mesmos dos modelos mais avançados.

Para o Mi 10T Lite, a Xiaomi promete os mesmos modos de fotografia do Mi 10T Pro. O modelo Lite conta com um conjunto fotográfico quádruplo, com sensor principal de 64 megapixels, grande-angular de 8 MP e dois sensores com 2 megapixels, para macro e profundidade.

O Mi 10T Lite inclui ainda as principais especificações do Mi 10T e Mi 10T Pro, como o leitor de digitais na lateral, áudio estéreo, sensor NFC e infravermelho e até a capa bactericida.

Linha Mi 10T: disponibilidade e preço

O Mi 10T e Mi 10T Pro chegam às lojas no dia 1º de outubro na Europa, enquanto o Mi 10T Lite será vendido a partir do dia 13 de outubro. Os modelos da linha Mi 10T não têm previsão de lançamento para o Brasil.

  • Xiaomi Mi 10T Pro — 8 + 256 GB: 649 euros(cerca de R$ 4.300)
  • Xiaomi Mi 10T Pro — 8 + 128 GB: 599 euros (R$ 3.965)
  • Xiaomi Mi 10T — 8 + 128 GB: 549 euros (R$ 3.640)
  • Xiaomi Mi 10T — 6 + 128 GB: 499 euros (R$ 3.300)
  • Xiaomi Mi 10T Lite — 6 + 128 GB: 329 euros (R$ 2.170)
  • Xiaomi Mi 10T Lite — 6 + 64 GB: 279 euros (R$ 1.850)

Linha Xiaomi Mi 10T: ficha técnica

Mi 10T ProMi 10TMi 10T Lite
Tela6,67 polegadas LCD, resolução de 1.080 x 2.400 pixels, taxa de atualização de 144 Hz

6,67 polegadas LCD, resolução de 1.080 x 2.400 pixels, taxa de atualização de 120 Hz

ChipsetSnapdragon 865Snapdragon 750G
Memória RAM8 GB6 ou 8 GB6 GB
Armazenamento interno128 ou 256 GB128 GB64 ou 128 GB
Câmera traseira

108 + 13 + 5 megapixels (principal, grande-angular, macro)

64 + 13 + 5 megapixels (principal, grande-angular, macro)

64 + 8 + 2 + 2 megapixels (principal, grande-angular, macro, profundidade)
Câmera frontal20 megapixels16 megapixels
Dimensões165,1 x 76,4 x 9,33 mm165,38 x 76,8 x 9 mm
Peso218 gramas216 gramas214,5 gramas
Bateria5.000 mAh, recarga com fio de 33 W, compatível com recarga a 65 W4.820 mAh, recarga com fio de 33 W
Extras5G, leitor de digitais na lateral, áudio estéreo, NFC, comunicação por infravermelho, Dual SIM, capa bactericida
Cores disponíveisazul, prata e pretoprata e pretoazul, cinza, dourado
Sistema operacionalAndroid 10, com personalização MIUI 12