iPhone 13 Pro surge em teste no AnTuTu com alta pontuação

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 17 de Setembro de 2021 às 07h30

clique para compartilhar

Link copiado!

iPhone 13 Pro
ver mais

O iPhone 13 Pro foi oficializado pela Apple na última terça-feira (14), ao lado de diversos outros produtos da marca, com pré-venda iniciando nesta sexta-feira e as entregas começando na próxima semana. O modelo foi apresentado com o novo chip A15 Bionic, prometendo um aumento considerável de performance em relação ao seu antecessor.

Toda a geração traz o mesmo processador, mas os iPhone 13 mini e iPhone 13 trazem 4 núcleos de GPU, enquanto o iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max contam com 5 núcleos. Comparado com os concorrentes, a Apple diz que eles trazem até 50% mais performance em CPU e 30% mais potência em GPU. Recentemente, o iPhone 13 Pro foi encontrado em um teste no Geekbench, exibindo a sua capacidade e nos dando uma ideia do que isso quer dizer em números na plataforma.

Agora, o modelo também foi encontrado em testes no AnTuTu, outra plataforma de benchmark da categoria, que nos dá uma ideia do nível de potência do smartphone. No teste, ele está executando o iOS 15, e nesse caso tem 6 GB de memória RAM e 1 TB de espaço para armazenamento interno.

Com esse conjunto, ele registrou 214.698 pontos no teste de CPU, 324.552 pontos no teste de GPU, 167.472 no teste de memória e, por fim, 132.953 no teste de UX, totalizando 839.675 pontos. Esse um valor expressivo para um iPhone, ainda mais considerando que o iPhone 12 Pro registra algo em torno de 705 mil pontos no teste.

Numericamente falando, smartphones Android com o Snapdragon 888 Plus conseguem registrar pontuações parecidas, mas considerando que são plataformas diferentes, essa comparação não é justa. Além disso, como os modelos sequer começaram a ser vendidos, vamos precisar esperar por updates no benchmark para que ele se adapte aos parâmetros do novo chip e aí sim consiga extrair tudo o que ele permite.

De qualquer forma, os aparelhos realmente devem chegar ao mercado com um salto de desempenho, mas serão necessários testes mais aprofundados para confirmar isso na prática.

Fonte: GSMArena