Galaxy Z Flip 4 sobrevive a teste extremo de resistência com "sequelas"

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 12 de Setembro de 2022 às 10h52

clique para compartilhar

Link copiado!

Galaxy Z Flip 4
ver mais

Mais recente representante dobrável da Samsung no segmento "Flip", o Galaxy Z Flip 4 quase não superou o teste de resistência do YouTuber Zack Nelson, do canal JerryRigEverything. Apesar de contar com construção robusta em vidro e metal, e até de manter a dobradiça em bom estado mesmo depois de encarar poeira, o lançamento não saiu ileso ao ser dobrado no sentido contrário, concluindo a avaliação com "sequelas".

Começando pela construção, Zack constatou que o novo dobrável emprega materiais avançados nas laterais, feitas de alumínio e acompanhadas de botões de metal removíveis, assim como na região traseira e da tela externa, que utiliza vidro Gorilla Glass Victus Plus — apesar do nome pomposo, as placas seguem apresentando riscos no nível de dureza 6 da escala Mohs, com marcas mais profundas no nível 7.

Composto por um vidro ultrafino mais resistente, o painel dobrável também segue o esperado, por ainda contar com uma camada de plástico protetor. A área é sensível à pressão e tem baixo nível de dureza, mostrando avarias nos níveis 2 e 3 da escala Mohs. Com isso, pressionar o display com mais força utilizando as unhas já pode resultar em marcas indesejadas na película que cobre o painel.

No teste do isqueiro, a composição plástica mostra características próprias por acabar derretendo sobre a chama, curiosamente protegendo o painel AMOLED. Coberta por vidro, a tela externa não tem o mesmo destino: os pixels tornam-se esbranquiçados após alguns segundos, resultado comum em telas OLED, apresentando danos irreversíveis.

Assim como o mais avançado Galaxy Z Fold 4, e por extensão o antecessor Galaxy Z Flip 3, o Z Flip 4 consegue resistir sem problemas, mantendo a dobradiça em bom funcionamento, ao ser exposto a uma grande quantidade de poeira. Esse nível razoável de resistência é resultado do uso de pequenas escovas nas aberturas, que impedem que os detritos causem danos aos mecanismos de movimento.

Ainda que tenha se saído bem na maior parte do tempo, o aparelho encontrou problemas ao ser dobrado no sentido contrário ao da dobradiça, não apenas se estendendo além do ideal, como também causando a quebra de parte do vidro ultrafino do display. Fora isso, ruídos estranhos de componentes quebrados podem ser ouvidos conforme o criador de conteúdo segue forçando o celular.

Impressionantemente, o telefone continua operando normalmente, mas com algumas sequelas: além do vidro trincado, o dispositivo já não se mantém fechado por completo, superando a força de atração dos ímãs que o manteriam dobrado. Claro, os testes vão muito além do que o aparelho deve passar nas mãos de usuários convencionais, servindo apenas como parâmetro para determinar a evolução da marca em resistência ao longo das gerações.

O Samsung Galaxy Z Flip 4 já está à venda no Brasil, com preço sugerido a partir de R$ 6.999.

Samsung Galaxy Z Flip 4: ficha técnica

  • Tela Interna: Dynamic AMOLED 2X de 6,7 polegadas, proporção 22:9, resolução Full HD+ de 2640 x 1080 pixels, taxa de atualização de 120 Hz
  • Tela Externa: Super AMOLED de 1,9 polegada, resolução de 260 x 512 pixels
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 8 Plus Gen 1
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB ou 512 GB
  • Câmera traseira: 12 MP (Principal, f/1.8) + 12 MP (Ultrawide, f/2.2, 123º)
  • Câmera frontal: 10 MP (f/2.4)
  • Dimensões: 71,9 x 165,2 x 6,9 mm (aberto), 71,9 x 84,9 x 17,1 mm ~ 15,9 mm (fechado)
  • Peso: 187 gramas
  • Bateria: 3.700 mAh com carregamento rápido de 25 W
  • Extras: 5G, Wi-Fi 6, NFC, certificação IPX8, leitor de digitais na lateral, áudio estéreo
  • Cores disponíveis: preto, rosé, Bora Purple (violeta) e azul (versão Bespoke em amarelo, branco, navy, khaki e vermelho)
  • Sistema operacional: Android 12, sob a One UI 4.1.1

Fonte: JerryRigEverything