Os Anéis de Poder | Qual a verdadeira identidade de Sauron?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 14 de Outubro de 2022 às 19h45

clique para compartilhar

Link copiado!

Tudo sobre Amazon
ver mais

Antes mesmo de estrear, O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder já intrigava os fãs com uma questão bastante específica: quem é Sauron? A gente sempre soube que o grande vilão da saga de J. R. R. Tolkien teria um grande papel na trama, mas ele sempre foi escondido de toda a divulgação — e a gente sabe bem o porquê. Quando a série estreou no Prime Video, vimos que sua identidade seria um dos grandes mistérios da trama.

Como foi apresentado logo desde o início, o Senhor das Trevas está desaparecido da Terra-Média, mas sua influência ainda permanece assombrando a todos, principalmente Galadriel (Morfydd Clark), que ainda acredita que o vilão segue vivo e fez de encontrá-lo sua missão de vida.

Por isso mesmo, desde o primeiro episódio, os fãs criam teorias sobre quem pode ou não ser Sauron disfarçado. Nos livros, ele é uma das divindades menores da mitologia de Tolkien que foi corrompida por Melkor Morgoth e, por isso mesmo, consegue assumir diferentes formas, usando isso, inclusive, para enganar outros povos. A própria criação dos anéis parte disso. Assim, todo mundo é suspeito a essa altura do campeonato.

E eis que o último episódio da temporada de Os Anéis de Poder acabou com o suspense e revelou a identidade do Senhor das Trevas, confirmando algumas das teorias de que o vilão já estava presente na série. E embora muitas pistas já indicassem para isso, o fato é que foi uma surpresa para muita gente e deu um peso muito interessante à história, gerando uma reviravolta com peso e consequências — o que só deixa todo mundo mais ansioso para uma segunda temporada.

Atenção! Este texto tem spoilers do fim da temporada de O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder. Leia por conta e risco.

Quem eram os suspeitos?

Ao longo de boa parte da temporada, o pessoal estava enxergando Sauron em qualquer sombra que aparecesse nos episódios. Contudo, à medida que a trama foi se desenrolando, a lista de candidatos a Senhor das Trevas foi se estreitando, principalmente após o Episódio 6, que trouxe algumas respostas importantes para a história até então.

Até esse ponto em específico, um dos nomes que mais pareciam esconder o retorno de Sauron era Adar (Joseph Mawle), o pai dos orques e o grande responsável pela formação de Mordor como conhecemos. Ele surge já nos primeiros episódios sendo reverenciado pelos vilões e buscando uma espada que pertencia ao Senhor das Trevas. Contudo, o sexto capítulo tratou de jogar essa hipótese fora quando o próprio personagem explica que foi ele o responsável por matar Sauron depois de ele conduzir seus filhos por um caminho de tortura e sacrifício.

Assim, restaram três grandes nomes para disputar a coroa do mal e a posso do Um Anel. O primeiro era do suposto elfo albino, o bizarro personagem com cara de poucos amigos que já havia aparecido nos trailers. Afinal, ele tinha todas as características necessárias para tal: os traços élficos que indicavam essa relação com os deuses, a postura enigmática e o olhar soturno e ameaçador que contrasta com as vestes brancas — ou seja, uma espécie de anjo caído, tal qual o próprio Senhor das Trevas.

Outra aposta que seguiu firme até os últimos momentos da temporada foi de que o Estranho (Daniel Weyman) era o mal encarnado. Ele chega na Terra-Média como uma bola de fogo, deixa uma espécie de olho flamejante bastante sujestivo como rastro e ainda é capaz de roubar o calor das chamas e roubar a luz e o calor dos outros seres, ou seja, tudo o que a gente espera do Sauron em pessoa. Isso sem falar que um dos servos do mal fala que o meteoro que caiu era um sinal da volta do vilão, o que também era uma meia-resposta logo de cara.

Por fim, a terceira e última aposta apontava para Halbrand (Charlie Vickers), o Aragorn genérico que é nomeado rei das Terras do Sul. Mas por que seria?

Ele surge como um personagem misterioso já no começo de Os Anéis de Poder, quase ao mesmo tempo que o Estranho. A diferença é que ele lembra de tudo o que aconteceu e força uma aliança com Galadriel mesmo quando todo mundo queria jogá-lo no mar. Mais do que isso, ele faz questão de não falar nada sobre seu passado, apenas jogando algumas pistas aqui e ali.

Quem é Sauron em Os Anéis de Poder?

O último episódio da temporada de Os Anéis de Poder mostra que a regra da série é seguir pelo caminho mais óbvio e, no fim das contas, Sauron é mesmo Halbrand. Para isso, foi preciso fazer algumas adaptações em relação aos livros, ainda que sem abrir mão da essência da história.

Na obra original, é dito que Sauron ajuda Celebrimbor e os elfos a forjarem os Anéis de Poder ao enganá-los sob a forma de Annatar. Ele se passa por um enviado dos deuses que entrega presentes e conhecimento para a criação de grandes joias. Por isso que todo mundo esperava ver um elfo ou algo mais divino sendo revelado como Sauron.

Na série, porém, vemos Halbrand ser levado até a cidade élfica de Eregion por Galadriel para ser recuperado de um ferimento que teve durante a hecatombe que formou Mordor. Logo após se recuperar, ele demonstra interesse no trabalho de Celebrimbor (Charles Edwards) e dá algumas dicas de como ele pode usar um pequeno fragmento de mithril para restaurar o poder dos elfos na forma de anéis — uma sugestão que ele convenientemente chama de presente.

A partir desse ponto, fica claro que ele é Sauron, o que só é reforçado quando Galadriel o confronta e ele chega a tentar a heroína, querendo que ela fique ao seu lado como a Rainha da Terra-Média, o que ela prontamente recusa. Com isso, ele desaparece e segue seu caminho rumo a Mordor.

O interessante é que as pistas deixadas ao longo da temporada para essa revelação foram muito boas, fazendo com que a construção dessa reviravolta funcionasse mesmo com ela sendo um tanto quanto óbvia.

A começar pelo fato que ele ser alguém vindo das tais Terras do Sul, que ficam exatamente no local onde Mordor foi construída. Além disso, ele é rei de um povo que, historicamente (e como Galadriel não cansa de repetir), serviu ao Senhor das Trevas. Então, ele “governa” esses servos como um próprio… senhor.

Além disso, há outros pequenos detalhes ligados à mitologia de Tolkien. É mostrado que Halbrand é um excelente ferreiro e, em Númenor, ele dá várias olhadelas para a forja e até mostra que sua habilidade é muito acima do que um soldado errante deveria apresentar. E Sauron era servo de Aulë, o deus-ferreiro, antes de ser corrompido por Morgoth. É com esse conhecimento que ele chega em Eregion e até se aproveita disso para conquistar Celebrimbor por sua vaidade.

Contudo, a maior pista estava no sexto episódio de Os Anéis de Poder. Na batalha contra Adar, Halbrand parte para cima do pai dos orques com sede de vingança e ainda pergunta se o adversário lembra dele. E embora o elfo corrompido diga que não, essa provocação era uma referência ao fato de que Adar traiu Sauron e que essa era a razão dessa vendetta.

E, por mais que todo mundo tenha adivinhado que ele era Sauron, Os Anéis de Poder fez um belo trabalho de dar um peso narrativo a essa reviravolta. Afinal, Galadriel está há séculos caçando o Senhor das Trevas para poder se vingar de tudo o que ele fez e, no fim, descobre que o vilão sempre esteve ao seu lado e que ela ainda o ajudou a recuperar seu poder.

É algo que se torna arrasador até porque ela é uma personagem bastante orgulhosa e foi justamente esse seu ímpeto de fazer as coisas do seu jeito que a impediram de enxergar aquilo que todo mundo viu desde o primeiro episódio.