Homem dos EUA fica com a pele escura após raríssima reação a antidepressivo

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 29 de Setembro de 2022 às 18h16

clique para compartilhar

Link copiado!

Um homem dos EUA chamado Tyler Monk, de 34 anos, ficou com a pele escura depois de uma rara reação alérgica a um antidepressivo. O relato foi compartilhado no TikTok e chegou a alcançar mais de 8 milhões de visualizações.

Tudo começou em janeiro de 2021, quando o homem passou a tomar um antidepressivo que seu médico receitou para tratar sua depressão e ansiedade: fluoxetina, um inibidor seletivo de recaptação de serotonina que é comumente conhecido por sua marca Prozac.

O antidepressivo não apenas se mostrou ineficaz em remediar os problemas de saúde mental do norte-americano, como também passou a ter esse inusitado efeito em sua pele, escurecendo misteriosamente.

Tyler parou de tomar a medicação depois de apenas algumas semanas, pois não estava ajudando sua depressão, mas as alterações de pigmento continuaram a acontecer nos próximos meses.

"O fato é que eles [médicos] não sabem por que estou mudando de cor", lamentou, ao descrever sua condição de pele diante das câmeras. Os vídeos mostram os braços e o rosto de Tyler, que parecem bronzeados artificialmente. A doença afeta apenas o rosto e os braços.

Segundo a esposa de Tyler, Emily, a condição atinge lugares frequentemente expostos à luz do Sol, então o rapaz usa calça todos os dias para trabalhar para que suas pernas não sejam afetadas.

No entanto, vale ressaltar que as complicações não foram meramente cosméticas: Tyler também sofria de olhos extremamente vermelhos e irritados e sensibilidade na pele, tão grave que ele sente que tem uma queimadura de insolação.

"Primeiro, os médicos pensaram que era fotossensibilidade, e que poderia ser uma reação à luz, mas estou me encobrindo e ainda estou ficando mais escuro”, anunciou o paciente. Desde então, foi encaminhado a uma equipe de oito especialistas.

Fluoxetina escurece a pele?

Os médicos descartaram doenças graves, envenenamento e condições autoimunes, mas ainda não conseguem descobrir o que está causando os problemas, e se é realmente uma resposta adversa à fluoxetina. Tyler deve receber uma tomografia computadorizada de seu abdômen e novos exames de sangue.

No próprio TikTok, alguns especialistas teorizaram que a fluoxetina tem um ingrediente que aumenta a melatonina, e é por isso que as partes do corpo expostas à luz solar são as afetadas. De qualquer forma, a medicina ainda não entrou em um consenso sobre esse caso de reação rara ao antidepressivo.

Fonte: NY Post, Study Finds