Twitter começa a exibir vídeos em formato igual ao TikTok

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 30 de Setembro de 2022 às 12h59

clique para compartilhar

Link copiado!

Tudo sobre Twitter
ver mais

O Twitter vai lançar uma atualização para mudar a forma de consumo dos vídeos na plataforma. Os usuários terão um modo de visualização mais imersivo, em tela cheia, e acesso facilitado aos vídeos mais populares.

Hoje, os vídeos são exibidos na timeline da rede social, logo abaixo da publicação, em formato retangular. Com a mudança, você poderá tocar para o conteúdo expandir e ocupar todo o espaço da tela (9:16), em um visual copiado do TikTok e o Reels (Instagram).

Além disso, a plataforma permitirá que você permaneça no layout de vídeos por quanto tempo quiser, graças ao algoritmo de descoberta de conteúdos. Terminou de assistir? Arraste e continue vendo vídeos infinitamente, como já ocorre nos rivais.

Para quem quiser sair desse "buraco sem fundo", basta clicar na seta para trás, no canto superior esquerdo. O difícil é interromper o looping quando vários assuntos do seu interesse pipocam na tela.

A empresa deve implementar ainda um novo carrossel de vídeos na guia Explorar, justamente para tentar atrair a atenção com possíveis conteúdos de interesse. Essa "área nobre" deve considerar assuntos em alta e vídeos mais curtidos por seus amigos.

Vídeos estilo TikTok no Twitter

A novidade está disponível somente para usuários do Twitter no iOS e para quem utiliza a versão em inglês. Ainda não há prazo para expansão em outros idiomas nem para o Android ou versão web.

O Twitter é, de longe, uma das redes menos usadas para vídeos no comparativo com os rivais. Isso se deve, em parte, ao fato de privilegiar o texto, o que praticamente obriga o usuário a clicar no vídeo para assistir em tela cheia — que geralmente só ocupava um pedaço dela.

Com a expansão da popularidade dos vídeos curtos, o Twitter era a única grande rede social a não copiar o estilo do TikTok. A rede não deve mudar o estilo de navegação nem priorizar vídeos, como fez o rival Instagram, mas certamente oferecerá um repertório melhor para quem quiser usar o formato.

O microblogging ainda deve trazer uma guia dedicada aos podcasts na área destinada às salas do Espaços. No campo dos áudios, o Twitter foi a única plataforma a ter uma solução realmente efetiva e abraçada pela comunidade, diferentemente das apostas da Meta, do Spotify, do Reddit e tantas outras.