Botão de editar tuítes pode chegar na próxima semana, mas não para todos

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 16 de Setembro de 2022 às 09h53

clique para compartilhar

Link copiado!

Tudo sobre Twitter
ver mais

O Twitter está próximo de finalmente lançar o botão de edição de tuítes a partir do dia 21 de setembro para assinantes do Twitter Blue. A afirmação é do jornalista Casey Newton, da Platformer, que teria obtido a informação de um informante interno.

Newton sugere que o lançamento inicial será para os assinantes da Nova Zelândia, que já eram apontados como os primeiros a enxergar como será o visual dos posts editados. Somente após a observação do uso pelos neozelandeses que a plataforma expandirá para os usuários nos Estados Unidos, Austrália e Canadá.

A rede social do passarinho anunciou no início deste mês que já estava com testes do recurso. Exibiu uma imagem que mostra como será um tuíte editado e disse que somente um pequeno grupo de selecionados teria acesso na fase inicial, mas que os assinantes do Twitter Blue seriam convidados a experimentar em breve.

O Twitter Blue é um serviço de assinatura com pagamento mensal que oferece acesso a recursos premium, como artigos sem anúncios, ferramentas extras e acesso antecipado a novidades ainda em fase de testes. Por enquanto, está disponível apenas na Austrália, no Canadá, nos Estados Unidos e na Nova Zelândia, sem previsão de chegar ao Brasil.

O que é o botão de editar tweets?

O editor de tuítes permite fazer até cinco alterações em um post em até 30 minutos após a publicação. O recurso foi pensado para ajudar quem cometeu algum erro de digitação, esqueceu de fazer o upload de um arquivo de mídia ou não marcou as hashtags corretas antes de o conteúdo se tornar público.

Por ser algo aparentemente simples, usuários pediam a introdução há muitos anos, sempre tendo um não como resposta. O ex-CEO e fundador do Twitter Jack Dorsey, por exemplo, é um dos mais resistentes à mudança, por temer o abuso, alterando o sentido de posts ou colocando imagens impróprias no lugar da original.

Mas a direção atual da rede decidiu seguir com a ideia e inseriu as limitações acima. Além disso, os tuítes editados serão marcados com um ícone de lápis, um carimbo com a data e hora e um rótulo para diferenciá-lo do post original. Será possível também verificar todo o histórico de edição de um "tweet", para que ninguém tente prejudicar o outro.