Batman | Jason Todd não foi o primeiro Robin a morrer

Batman | Jason Todd não foi o primeiro Robin a morrer

Por Claudio Yuge | 22 de Setembro de 2022 às 20h40
DC Comics

A morte de Jason Todd, o segundo Robin, nas mãos do Coringa é um dos acontecimentos mais brutais e uma das mais icônicas sequências de violência já vistas em uma história em quadrinhos de super-heróis. Contudo, o que muita gente desconhece é que, assim como ele não foi o primeiro sidekick do Batman, também não foi o primeiro Garoto Prodígio a ser dado como defunto.

A famosa cena do Coringa batendo em Todd até a morte com um pé de cabra acontece em Batman #428, escrito por Jim Starlin e ilustrado por Jim Aparo, durante a polêmica trama do arco Morte na Família, lançado em 1988. Nessa época, os personagens de quadrinhos de super-heróis não costumavam bater as botas recorrentemente, a exemplo do que vemos atualmente.

E o evento foi especialmente chocante porque, além de se tratar de um cruel e gráfico assassinato de um adolescente, a morte de Todd foi decidida pelos leitores, por meio de uma votação que ocorreu via telefone — lembrem-se que não havia internet na época. Ninguém botava fé que a DC Comics realmente mataria o Robin.

Além de se tratar de um cruel e gráfico assassinato de um adolescente, a morte de Todd foi decidida pelos leitores, por meio de uma votação que ocorreu via telefone (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Foram mais de 10 mil votos a favor da morte de Todd, contra apenas 72 contra, em uma interação e um engajamento nunca vistos entre uma editora de quadrinhos e os leitores. A principal inspiração para o assassinato do Robin foi a trama da série limitada Elseworlds Batman: The Dark Knight Returns, escrita e ilustrada por Frank Miller. A história futurista ambientada em uma realidade alternativa sugeria o falecimento do parceiro do Batman.

Como todos sabemos, Todd retornou posteriormente, na forma do violento anti-herói Capuz Vermelho; e está aí até hoje na Batfamília.

Mas quem foi o primeiro Robin a morrer e quando aconteceu?

Embora a morte de Jason Todd seja tão icônica que para a maioria dos leitores seja considerada a primeira vez que o Robin morreu no cânone da DC Comics, o Garoto Prodígio já teve uma trama envolvendo seu assassinato décadas antes de Morte em Família.

Em Batman #5, escrito por Bill Finger e ilustrado por Bob Kane, lançado em 1941, Dick Grayson, o Robin original, aparentemente foi espancado até a morte e Batman também carregou seu corpo nos braços — em uma cena tão semelhante a de Todd que é bem possível ter sido evocada no gibi de 1988.

O primeiro Robin a ser dado como morto foi Dick Grayson, em 1941 (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Posteriormente, a trama mostrou que Grayson sobreviveu, assim como aconteceu com Todd. Mas ideia de matar o Robin e seu aparente assassinato, assim como a reação de um Batman devastado, ocorreram bem antes da violenta despedida vista em 1988.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.