Samsung Galaxy Z Flip 3 ainda vale a pena em 2022?

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 20 de Agosto de 2022 às 16h00

clique para compartilhar

Link copiado!

Galaxy Z Flip 3
ver mais

O Samsung Galaxy Z Flip 3 já representa 70% das vendas de celulares dobráveis da Samsung no mundo. Apesar das mais de 7 milhões de unidades compradas por consumidores ousados, o lançamento do Z Flip 4 começa a gerar a dúvida se ainda vale a pena comprar o seu antecessor de sucesso.

Não é novidade que a Samsung foi uma das fabricantes pioneiras no que diz respeito aos celulares dobráveis da nova geração. Consequentemente, essa estratégia de inovar dentro de um mercado estagnado com os aparelhos sem alterações em seu formato retangular — que também pode ser chamado de "Candy Bar" — fez toda a diferença para a popularização do produto.

Com um preço equivalente ao visto nos topos de linha da marca com chipsets de 2021, e com o seu sucessor prestes a chegar no Brasil, será que ainda faz sentido comprar o Z Flip 3? Confira a minha opinião ao longo do texto.

Preço atual do Samsung Galaxy Z Flip 3

Melhorias em relação ao antecessor

Apesar de ter em sua nomenclatura o número que o caracteriza como a terceira geração, o Z Flip 3 é, na verdade, o segundo modelo significativo dessa linha diferenciada de dobráveis compactos.

Porém, o lançamento do Z Flip 5G em meados de 2020 fez com que ele assumisse o posto de “alternativa lapidada” do primeiro foldable da empresa, mas esse smartphone não recebeu alterações visuais, somente mudou o chipset para o Snapdragon 865+ 5G que fez a alteração em sua conectividade.

De qualquer forma, o Z Flip 3 pode ser caracterizado como a evolução do design meio "prototipado" visto no Z Flip e Z Flip 5G. Por eles apresentarem diversos problemas em sua construção, como a entrada de detritos na fresta entre a tela e o corpo, além do vinco exorbitante e a sua fragilidade no uso constante.

Entretanto, as devidas correções foram feitas para aumentar a vida útil do celular. A área da dobradiça recebeu em 2021 um mecanismo que ajuda a bloquear a entrada de poeira e outros elementos que poderiam prejudicar a usabilidade.

Além disso, o corpo recebeu lapidações importantes para que, quando aberto, o Galaxy Z Flip 3 tivesse o mesmo aspecto visual de um celular tradicional. Com um vinco mais discreto e configurações avançadas, o aparelho se tornou o melhor custo-benefício entre os modelos dobráveis.

Outra característica atrativa do modelo é a tela externa. Além de ser amplificada, também permite o preview para capturas de foto e vídeo, bem como o acesso rápido a funções básicas do smartphone via widgets.

Uma alternativa aos topos de linha

Sabe-se que o Galaxy Z Flip 3 tem configurações equivalentes aos celulares da linha S de 2021 — que eram vendidos fora do Brasil —, com a plataforma Snapdragon 888. O fato de o chipset da linha 800 ser utilizado também na versão vendida por aqui fez com que o interesse do público que quer e pode pagar por um smartphone topo de linha dobrável crescesse.

O fato de a sul-coreana ter lançado o Galaxy S21 no Brasil por preços a partir de R$ 5.999 — que em 2022 abaixou para menos de R$ 4 mil — já fez com que o público tivesse uma “janela” de compra interessante antes do dobrável desembarcar no país.

Todavia, a configuração do Exynos 2100 demorou para conseguir equilibrar o desempenho e qualidade fotográfica, que eram promessas da marca, com a temperatura do chip. Por isso, muitos usuários preferiram esperar uma alternativa que viesse com o hardware da concorrente Qualcomm.

Logo, a chegada do Galaxy Z Flip 3 ajudou a “preencher esse vazio” e proporcionar configurações condizentes com o que o público esperava em um modelo high-end. As especificações técnicas são parecidas com o que vemos no Galaxy S21 e S21+, mas o conjunto fotográfico não tem nenhum sensor de 108 MP ou com lente zoom.

Outros destaques do Z Flip 3

A presença dos 8 GB de memória RAM nas alternativas de 128 GB e 256 GB de armazenamento, ajuda a proporcionar o equilíbrio de desempenho que faz sentido na categoria. Complementando isso, a interface personalizada One UI entrega recursos vantajosos para a usabilidade. Entre eles, estão as opções de aplicativos otimizados pela função "Flex mode".

A funcionalidade tem o propósito que está embutido em sua nomenclatura, pois se aproveita da flexibilidade da tela dobrável para melhorar o uso de aplicativos dinâmicos ou até mesmo aproveitar dois apps simultaneamente.

Outro ponto a ser considerado é que o Z Flip 3 tem o sistema operacional Android 12. Entretanto, ele veio de fábrica com a 11ª geração, e isso demonstra o quanto a sul-coreana está empenhada em fornecer uma experiência de uso renovada para o seu público que investe alto nesse produto.

Preço

O Samsung Galaxy Z Flip 3 é um ótimo celular, e pode ser atrativo para o público que se interessa por inovação pelo fato de ser dobrável. Apesar do preço proibitivo em seu lançamento, o produto pode ser a alternativa ideal para quem deseja entrar no mundo dos modelos foldables compactos.

Todavia, é preciso analisar se faz sentido comprar o aparelho para o seu tipo de uso. Ele é compacto, é rápido, mas a chegada do Z Flip 4 tem feito o seu preço oscilar consideravelmente nos últimos meses.

Apesar de já ter aparecido em ofertas por menos de R$ 4 mil em sua versão de 128 GB, há dias em que ele ultrapassa os R$ 4.500, o que já é um belo desconto quando comparamos esse valor aos R$ 6.999 cobrados em seu anúncio no Brasil.

Portanto, para quem o Samsung Galaxy Z Flip 3 vale a pena por tudo que entrega, é uma ótima opção de compra, mas a atenção ao seu preço é essencial para fazer a aquisição do modelo “mais antigo” valer a pena.

Galaxy Z Flip 3 em oferta