Qual é o melhor iPhone em custo-benefício de 2022?

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 26 de Outubro de 2022 às 11h10

clique para compartilhar

Link copiado!

iPhone 12
ver mais

Muita gente brinca que as palavras “iPhone” e “custo-benefício” não podem ser usadas na mesma frase. De fato, iPhones nunca foram baratos, mas não é somente o valor que determina a relação custo-benefício do celular, e sim o que ele oferece ao consumidor pelo preço cobrado.

Por isso, decidi preparar esta matéria para ajudar você a encontrar o melhor iPhone em custo-benefício. Vale a pena comprar iPhones antigos? Modelos usados são opções a considerar a longo prazo? Confira nos próximos parágrafos e aproveite os links de compras disponibilizados ao longo da leitura!

Como fizemos a seleção

Essencialmente, a escolha de um smartphone depende de dois fatores: especificações e preço. Assim, esta lista considera o valor de cada modelo no momento da publicação, bem como o histórico de valores recentes, números que usamos para balancear os principais benefícios de cada iPhone para distintas finalidades.

Além disso, esta lista pode ser atualizada no futuro para inclusão ou alteração dos aparelhos sugeridos.

Melhor iPhone custo-benefício para comprar

iPhone 12

O iPhone que mais está valendo a pena pelo custo-benefício é o iPhone 12. O modelo foi lançado em 2020, mas, com a chegada dos iPhone 13 e 14, ficou com um preço muito convidativo para o conjunto entregue.

O iPhone 12 foi o iPhone que trouxe o salto na família que todos estavam esperando há anos: trocou a tela LCD do iPhone 11 por uma OLED; inaugurou o 5G, atualmente presente em todos os tops de linha; trouxe recursos de câmera profissionais; e representou um salto de potência pelo chip A14 Bionic.

Usei um iPhone 12 como meu celular principal por cerca de dois meses e não tive nenhum problema. O sistema operacional que roda nele atualmente é o iOS 16, o mesmo que veio nos novos iPhone 14 Pro/Pro Max, portanto os principais recursos ainda estão presentes por aqui — mesmo sendo mais antigo.

Nas câmeras, o conjunto duplo de 12 MP mais a frontal de 12 MP são excelentes para redes sociais. Há gravação em 4K/60 fps com todas as câmeras, estabilização óptica (OIS) para vídeos estáveis, clipes em Dolby Vision HDR, cores vivas e pouco ruído no modo noturno.

Com relação ao preço, o iPhone 12 tem sido visto abaixo de R$ 4.000 nos últimos seis meses, na versão de 64 GB. Caso queira mais memória, vale dar uma olhada no modelo de 128 GB, que gira em torno de R$ 4.400.

Segunda opção de iPhone em custo-benefício

iPhone SE 2022 (3ª geração)

Nossa segunda indicação é o iPhone SE 2022 (3ª geração). Ele é o iPhone mais barato que a Apple vende no Brasil e traz desempenho melhor que o do iPhone 12 numa roupagem mais antiga.

O iPhone SE 2022 difere de todos os outros iPhones vendidos no Brasil. Ele tem design de iPhone 8, portanto pode fisgar quem procura um iPhone com tela pequena. Além disso, há certificação IP67, NFC para pagamentos por aproximação, corpo premium e leve.

Com relação à câmera, a principal de 12 MP é bem interessante. Faz modo retrato via software e gravação 4K/60fps com estabilização óptica (OIS), além de ter ótima compatibilidade com redes sociais.

No hardware, o iPhone mais barato roda o poderoso A15 Bionic, do iPhone 13, fazendo dele um dos smartphones mais rápidos disponíveis no Brasil e no mundo. Talvez onde ele deva deixar a desejar é na bateria, que tem apenas 2.018 mAh e não deve aguentar longas utilizações.

No comparador de preços Zoom, o iPhone SE 2022 (3ª geração) estava em tendência de queda até setembro, mas teve uma leve alta no preço neste mês de outubro, rondando nos R$ 2.800. É um valor interessante e que deve cair ainda mais com a Black Friday chegando.

Esperamos ter ajudado e desejamos boa sorte na busca pelo seu novo celular da Apple!