Review TCL RP630 | Smart TV com Roku e boa integração com Alexa

Por Bruno Bertonzin | Editado por Léo Müller | 21 de Outubro de 2022 às 15h50

clique para compartilhar

Link copiado!

TCL RP630
ver mais

A TCL trouxe ao mercado brasileiro a TCL RP630 em outubro de 2022, e a Smart TV marca mais uma opção de dispositivo com Roku TV — sistema operacional com uma grande variedade de aplicativos e uma interface bem amigável.

A Smart TV chega para compor o portfólio de produtos intermediários da TCL e se destaca por oferecer integração com os principais assistentes digitais: Amazon Alexa, Google Assistente e Siri.

Além disso, também visa entregar uma ótima qualidade de imagem, com resolução 4K e recursos como HDR em um painel de LED de 50 polegadas. Mas será que ela funciona bem na prática? Nessa análise, eu levanto os principais pontos positivos e negativos do aparelho, para te ajudar a tomar uma decisão caso esteja pensando em comprar uma TV da marca TCL.

Prós

  • Boa qualidade de imagem
  • Áudio com bastante nitidez
  • Interface amigável e simples
  • Controle completo com teclado numérico e atalhos para streaming

Contras

  • Controle só com infra-vermelho
  • Poucas opções padrão para customização de imagem

Design e construção

A construção da TCL RP630 é bastante simples e minimalista. A TV conta com bordas extremamente discretas e pequenas, o que dá ao painel um excelente aproveitamento da parte frontal e passa uma sensação mais agradável ao assistir.

Apenas a parte inferior é um pouco mais espessa, mas não chega a passar de um dedo em tamanho. É o espaço suficiente apenas para trazer a marca “Roku TV”, que é escrita no canto inferior direito da Smart TV.

Na parte traseira, todas as portas e conexões ficam localizadas no canto direito, agrupadas verticalmente. Isso ajuda na hora de organizar os cabos conectados ao aparelho em um único lado. Apenas a entrada de energia fica na parte esquerda, mas isso não chega a atrapalhar tanto na hora de ajustar todos os fios de forma mais discreta.

A RP630 não é tão fina quanto modelos mais premium — seja da TCL ou de concorrentes — mas, mesmo assim, o produto ainda é consideravelmente leve para seu tamanho. Por falar nisso, ela está disponível em apenas uma versão, que é de 50 polegadas.

Por fim, é importante destacar outro ponto positivo da TV: a posição das portas na traseira facilita bastante caso você use o aparelho em um suporte na parede, já que é mais fácil acessar cada entrada sem precisar afastar a TV ou espremer o braço atrás dela.

Conectividade

Em termos de conectividade, a TCL RP630 é bem generosa: a TV oferece quatro entradas HDMI 2.1, uma entrada USB para ler arquivos de um pendrive ou outro armazenamento externo, uma porta para internet cabeada (Ethernet) e uma saída para áudio óptico. Já para rede sem fio, ela tem Wi-Fi integrado com conexão dual-band.

O grande aspecto positivo, no entanto, está para os múltiplos assistentes que a televisão tem suporte. Ela permite conexão com Amazon Alexa, Siri ou Google Assistente. Dessa forma, você pode escolher o serviço da sua preferência.

Aqui, eu testei com a Alexa e gostei bastante da integração. Ao contrário do que ocorre com as TVs de outras marcas, é possível ter um controle bem maior sobre a RP630 só com comandos de voz.

É possível, por exemplo, pesquisar e já iniciar uma reprodução na Netflix sem precisar tocar no controle. Para isso, é claro, você precisa ter um dispositivo Echo. Caso não tenha, basta apertar a tecla do assistente pessoal no controle remoto da TV para dar os comandos.

Tela

A TCL RP630 conta com uma ótima qualidade de imagem dentro da categoria. Graças ao suporte à resolução 4K, ela é capaz de reproduzir imagens bem nítidas em filmes e séries compatíveis nas plataformas de streaming.

Infelizmente, ela não conta com recursos avançados de imagem, como Dolby Vision ou HDR10+, mas isso é normal em modelos mais básicos ou intermediários. De qualquer forma, o HDR “comum” presente na TV dá conta do recado se você não for tão exigente com isso.

Outro ponto é que a TV não é tão eficiente na hora de evitar reflexos, e cenas muito escuras podem ter bastante interferência do ambiente, principalmente se você usar a sua TV bem próxima de janelas ou portas com muita fonte de luz natural.

A TV tem alguns modos padrão para aprimorar a imagem durante a reprodução de filmes e séries, e a opção “brilhante” ajuda a diminuir um pouco os reflexos, mas não faz milagres. E, por falar nas opções de configuração de imagem, elas são bem limitadas e permite selecionar entre “escuro”, “mais escuro”, “normal”, “brilhante” e “mais brilhante”.

Sistema operacional

A TCL RP630 conta com o Roku TV como sistema operacional e isso permite o acesso a uma boa variedade de aplicativos de streaming. Mas é importante destacar que tem algumas limitações.

Na interface, é possível baixar os apps — que aqui são chamados de canais — da Netflix, HBO Max, Prime Video, Paramount Plus e Disney Plus, mas sinto a falta do Star Plus, por exemplo, que tem bastante conteúdo interessante desde filmes e séries até transmissões esportivas ao vivo e on-demand.

Tirando isso, a interface é bastante amigável e intuitiva. Logo na tela inicial, é possível encontrar os principais aplicativos disponíveis, além de acessar a reprodução de canais da TV aberta ou abrir dispositivos HDMI.

Controle remoto

O controle remoto da TCL RP630 deixa de lado o minimalismo e preza bastante por entregar tudo o que o usuário vai precisar, mas de forma bem discreta.

Nele, além dos atalhos para serviços de streaming populares — como Globoplay e Netflix — é possível encontrar praticamente qualquer tecla necessária para um uso simples e prático da TV, inclusive os botões numéricos, de configuração ou de controle de reprodução (play/pause, avançar e retroceder).

Isso vai um pouco na contramão do que marcas concorrentes — como a Samsung — fazem com seus controles cada vez mais minimalistas, e é bem interessante para quem busca algo mais tradicional.

Sistema de som

A TCL RP630 conta com um sistema de som com potência de 20 W. Na prática, o conjunto dá bastante conta do recado e oferece um áudio bem encorpado e potente para melhorar ainda mais a experiência ao assistir filmes e séries, mesmo os que contam com mais ação.

Mas é importante destacar que o volume não é absurdamente alto. Na verdade, ele está mais na média, mas permite assistir TV com bastante conforto e preencher bem um ambiente espaçoso.

Para músicas, no entanto, ele não é o mais recomendável. No nível máximo, as frequências ficam bem emboladas, e o resultado não é tão agradável. Se colocar em um volume só para você, porém, a TV até quebra o galho.

Em todos os cenários, de qualquer forma, não dispensa o uso de uma soundbar ou caixa de som dedicada, caso você seja mais exigente com a experiência sonora.

Concorrentes diretos

Encontrar um concorrente para a TCL RP630 é um pouco complicado por dois aspectos principais. Primeiro porque ela é mais voltada para um público que busca uma TV mais acessível, com menos foco em recursos de imagem e sistema.

O outro ponto é seu sistema operacional — o Roku TV —, que é utilizado mais nos modelos da própria TCL ou da Philco, que não é tão popular no mercado brasileiro.

Caso queira uma alternativa nessa linha, uma opção é a Philco PTV50G70R2CBBL, que oferece o mesmo software e ainda conta com recursos um pouco mais avançados, como HDR10.

Se quiser uma alternativa ao Roku, uma boa opção é a linha BU8000 da Samsung. Neste caso, porém, você irá desembolsar um pouco mais, porém levará para casa uma TV com uma qualidade de imagem superior e recursos ainda mais premium, como HDR10+ e uma tela com exibição mais avançada.

A faixa de preço da TCL 50RP630 é de R$ 2.500 a R$ 3.000, enquanto a Samsung fica na faixa dos R$ 2.700 para a versão de 50 polegadas e a Philco custa entre R$ 2.500 e R$ 2.600 no modelo de mesmo tamanho.

O preço assusta, mas é uma boa opção para quem busca uma Roku TV

A TV TCL RP630 é uma boa alternativa para quem quer uma televisão com o sistema Roku TV. Ela oferece uma qualidade de imagem muito boa com resolução 4K e HDR. Sua interface também é bastante intuitiva, o que facilita o uso logo de cara.

Seu preço, no entanto, pode assustar em um primeiro momento. Isso porque ela chega às lojas na mesma faixa que a Samsung BU8000, que oferece uma qualidade de imagem ainda superior e tem recursos mais atrativos, como HDR10+, e também tem uma variedade enorme de aplicativos disponíveis para download.

No futuro, talvez seja uma boa escolha, caso haja alguma queda no preço ou apareça alguma promoção interessante. Para isso, é sempre bom ficar de olho no Canaltech Ofertas.

No entanto, se seu foco for, de fato, comprar uma Roku TV, ela é a uma ótima opção atualmente, já que sua principal concorrente com o mesmo software custa basicamente o mesmo.