Review JBL Cinema SB160 | Essa soundbar tem bom custo-benefício?

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 12 de Janeiro de 2022 às 13h39
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

A soundbar JBL Cinema SB160 foi desenvolvida para entregar ao público fã de conteúdo um equipamento atrativo para uso em conjunto com a TV. O design compacto e o formato de som com 2.1 canais faz com que o usuário tenha ainda mais interesse por esse aparelho.

Afinal, um produto que tem o subwoofer wireless para ser um aliado da barra de som se evidencia como um ótimo custo-benefício. Além disso, a qualidade sonora demonstra que expectativas podem ser atendidas no uso diário.

Quer saber se vale a pena comprar a soundbar JBL Cinema SB160? Confira a nossa análise completa.

Confira o preço atual da JBL Cinema SB160

Prós

  • Subwoofer wireless
  • Boa qualidade do grave no subwoofer
  • Fácil conexão via cabo ou Bluetooth
  • Volume máximo sem distorções

Contras

  • Agudo e médio se sobressaem ao grave em alguns momentos
  • Preço

Design e construção

À primeira vista, a JBL Cinema SB160 tem uma notória semelhança com o modelo mais simples da linha, a SB110. Isso faz com que a experiência de uso inicial não exija uma curva de aprendizagem.

  • Dimensões (L x A x P): 90 x 6,7 x 6,3 cm (barra); 17 x 34,5 x 31,3 cm (subwoofer)
  • Peso: 1,65 kg (barra); 5 kg (subwoofer).

Afinal, saber exatamente onde se encontra cada botão da barra de som e qual é o propósito de uso deles é uma vantagem para o público que está migrando da versão mais simples para a opção que traz mais implementações na construção.

Existem cinco atalhos para uso na hora de ligar a soundbar, mudar a equalização de som, mudança de conexão e ajuste no volume geral. Dessa forma, a navegabilidade será tão intuitiva quanto a vista no modelo mais barato da linha.

Um ponto interessante a ser citado é que a SB160 é muito leve, principalmente quando comparada com a sua “irmã gêmea”. Essa diferença de peso pode ser influenciada pela ausência de um subwoofer embutido, pois o driver responsável pelas frequências baixas foi disponibilizado de outra maneira.

Botões de controle da JBL Cinema SB160 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Sendo assim, a barra de som da JBL Cinema SB160 é dividida em 2 alto-falantes, e a outra peça é o subwoofer responsável pelos tons mais graves presentes nas canções e efeitos presentes em filmes e séries.

Felizmente o subwoofer é wireless, e isso faz com que ele funcione sem fio e um acessório a menos seja necessário para o processo de instalação e conexão com a televisão. A base da barra de som é em emborrachado, mas o corpo do equipamento é todo em plástico.

Já a caixa responsável pelos subgraves é de madeira que ajuda a reverberar melhor o som feito pela única saída presente nela. Dessa forma, o sistema de áudio da barra e do subwoofer formam os 2.1 canais de áudio.

Algo que é importante destacar está relacionado ao tipo de instalação da SB160. Isso porque a fabricante disponibiliza na embalagem dois suportes para uso do dispositivo na parede, e essa fixação ajuda a liberar espaço em um móvel além de deixar o ambiente minimalista.

"O design da JBL Cinema SB160 foi pensado para quem está em busca de um sistema de som que faça a transmissão de áudio em todas as frequências de maneira organizada e limpa. Além disso, o fato de a barra poder ser instalada na parede dá ao ambiente um aspecto minimalista."

— Jucyber

Controle remoto

O controle da JBL Cinema SB160 vem como um acessório complementar para elevar a experiência de uso com recursos adicionais. O dispositivo possui treze botões para acesso às opções, bem como é alimentado por uma bateria no padrão “moeda” de 3V.

Entre as funcionalidades exploráveis com a ajuda do controle, estão os ajustes de volume, alternância entre modos de conexão da soundbar, e a equalização de áudio. Confira as opções presentes no acessório compacto:

  • Botão power
  • Silenciador
  • Ajustes de volume “+” e “-”
  • Avançar ou retroceder
  • Play e pausa
  • Bluetooth
  • Óptica
  • HDMI
  • Filme
  • Música
  • Notícias
Controle remoto da JBL Cinema SB160 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Bateria e conectividade

Na barra da JBL Cinema SB160, é possível encontrar quatro conexões físicas. Uma delas é para plugue do cabo de energia, já as outas são focadas no uso da soundbar em conjunto com algum dispositivo.

Entre elas está a HDMI ARC, que tem como foco conectar a barra à TV via cabo compatível e entregar aprimoramentos coerentes na parte de áudio para que o som seja reproduzido com maior qualidade.

A JBL Cinema SB160 tem 4 conexões físicas e Bluetooth 4.2 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Complementando as entradas físicas, existe a conexão óptica e uma USB-A. Em relação ao uso de conectividade sem fio, o Bluetooth 4.2 está presente para auxiliar o usuário na hora de transmitir o áudio de celulares ou tablets para barra de som.

É importante destacar que o subwoofer ser wireless garante uma comunicação direta com a soundbar sem precisar de fios. Entretanto, ele também pode se conectar individualmente à TV, pois existe um botão para uso desse tipo de pareamento na parte traseira do equipamento.

A JBL Cinema SB160 tem um bom som?

A qualidade sonora reproduzida pela JBL Cinema SB160 é boa, mas ainda faltaram alguns detalhes para ela ser considerada ótima. No geral, a potência entregue pelo equipamento é de 110 W, sendo 26 W (cada alto-falante) e 58 W no subwoofer.

Por separar as frequências em dois aparelhos, a distribuição de tons é feita com maior facilidade. Entretanto, em alguns momentos, deu para perceber que os agudos os e médios se sobressaíam em relação ao grave.

Além disso, dependendo do posicionamento, as frequências mais baixas perdem a “força” esperada, e isso faz com que o som fique muito linear para o meu gosto pessoal. Entretanto, a ausência dessa caixa complementar dá uma abrupta diferença na reprodução sonora.

A JBL Cinema SB160 tem som alto e sem distorções (Imagem: Ivo/Canaltech)

No geral, o subwoofer da SB160 é um preenchimento de tom e não um elemento de altíssimo destaque no conjunto da soundbar, como vemos em alguns modelos nos quais os graves conseguem se manter perceptíveis com facilidade.

Existem pontos positivos que merecem destaque, como o fato de o grave não decepcionar ao ouvir músicas que exigem uma presença maior dele, como Blame It do Jamie Foxx e T-Pain. Outra característica que faz sentido para o aparelho com preço atrativo é a clareza na reprodução de narrativas, pois o agudo e médio se equilibram bem para aprimorar esse tipo de uso.

O volume geral da JBL Cinema SB160 é bem alto, e isso pode agradar bastante os usuários que gostam de ouvir conteúdos. Além disso, não senti distorções no áudio, o que indica o trabalho bem feito pela marca nos drivers da soundbar.

"A JBL Cinema SB160 oferece uma experiência sonora equilibrada. O grave é melhor aproveitado em canções que o exigem, mas a clareza do médio e agudo ajudam a aprimorar a experiência na hora de ouvir conteúdos."

— Jucyber

Ficha técnica

  • Dimensões (L x A x P): 90 x 6,7 x 6,3 cm (barra); 17 x 34,5 x 31,3 cm (subwoofer)
  • Peso: 1,65 kg (barra); 5 kg (subwoofer).
  • Versão do Bluetooth: 4.2;
  • Potência de saída: 110 watts RMS;
  • Transdutor: 1 barra com 2 canais sonoros de 26 W (cada) e 1 subwoofer de 58 W;
  • Cor: preto;
  • Energia: bivolt.

Concorrentes diretos

Entre os concorrentes diretos, a JBL Cinema SB160 possui algumas opções bem interessantes, e que competem com ela em qualidade geral e no preço. Porém, a principal alternativa presente no país é a Samsung HW-T555.

O modelo da sul-coreana ganha do produto analisado neste texto em diversos quesitos. Um deles é a potência geral, pois a barra de som em conjunto com o subwoofer é capaz de alcançar até 320 W.

Samsung HW-T555 (Divulgação: Samsung Brasil)

Além disso, a HW-T555 conta com o codec de áudio DTS Virtual: X, no qual a reprodução sonora dá uma sensação maior de imersão. E para aprimorar ainda mais a experiência de uso, a Samsung proporciona o “Modo Game Pro” para deixar a sonoridade nas jogatinas ainda mais potente e realista.

Mesmo com características tão interessantes, a Samsung HW-T555 pode ser encontrada a uma média de R$ 1.100 em diversas varejistas. Esse valor demonstra que o gasto para adquirir esse produto será R$ 400 menor do que o necessário para a compra da JBL Cinema SB160, que custa em torno de R$ 1.500.

Conclusão

A JBL Cinema SB160 tem seus pontos positivos, e o fato de ser de 2.1 canais dá a ela uma vantagem em relação a outros produtos da marca que possuem apenas a barra de som. A construção semelhante a outros modelos da linha faz com que o design minimalista seja mantido.

Até porque o subwoofer wireless permite que o uso excessivo de cabos seja dispensado, e o ambiente de instalação fica mais “limpo”. Outro ponto que contribui para isso é o suporte de parede no qual a barra pode ser instalada.

Porém, mesmo com aspectos visuais que chamam a atenção, a SB160 pode não ser o produto ideal para quem quer uma experiência de áudio elevada e imersiva. O subwoofer até faz um bom trabalho quando está em uso, mas o volume da barra de som faz com que o grave gerado nele seja “abafado” pelo médio e agudo.

JBL Cinema SB160 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Sendo assim, para ter as expectativas atendidas com eficácia — e sem que isso afete o gasto total —, o ideal é comprar o modelo Samsung HW-T555. Essa soundbar tem mais potência e DTS Virtual:X, e, consequentemente, a experiência de áudio será melhor.

JBL Cinema S160 pode ser encontrada nas varejistas por uma média de R$ 1.500, enquanto a Samsung HW-T555 é facilmente vista por R$ 1.100. Por isso, escolher entre uma das duas vai ser uma decisão que se refletirá no bolso e na experiência de uso.

Gostou da JBL Cinema S160? Então, confira a oferta que separamos para você no link abaixo:

Se preferir a alternativa, confira a soundbar em oferta no link abaixo: