Review Huawei Freebuds SE | Fone muito confortável e básico

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 27 de Setembro de 2022 às 11h57

clique para compartilhar

Link copiado!

Freebuds SE
ver mais

O Huawei Freebuds SE é o fone de ouvido sem fio mais acessível da família Freebuds. Não tem active noise canceling (ANC - cancelamento de ruído ativo) como nos mais caros, mas promete som cristalino e design confortável. Será que é bom? Eu testei o fone Bluetooth da Huawei e conto tudo neste review!

Antes de começarmos, aviso sempre que, caso você se interesse pelo Redmi Buds 4 Pro ao final desta análise, deixarei links de compra confiáveis para você adquiri-lo. Vamos nessa?

Prós

  • Design e construção
  • Conexão
  • Qualidade de som em músicas pop
  • Bateria

Contras

  • AI Life não está disponível nas lojas de apps
  • Excesso de grave e sub-grave

Construção e design

O Freebuds SE é um fone sem fio básico, mas não decepciona no design. É mais um do mercado com hastes para controles de reprodução e microfone, fugindo da discrição e da elegância dos Redmi Buds 4 Pro e AirPods Pro, por exemplo. No entanto, é simpático e extremamente leve, quase impossibilitando de sentí-lo nos ouvidos.

Para quem procura um fone sem fio básico e cômodo para trabalhar ou viajar por longos períodos, esse modelo certamente é um dos mais indicados da categoria. Sobe um degrau em relação aos fones de ouvido Bluetooth JBL Tune 220TWS, embora economize na escolha dos materiais.

Um detalhe que me chamou atenção no Freebuds SE foi o chamado “semi in ear design”, que, como o nome já indica, não entra completamente no canal auditivo. É uma solução que promete reduzir a pressão no canal auditivo, enquanto permite um ajuste mais firme.

Foi o primeiro fone que testei com essa solução e achei interessante. É claro que não há um isolamento de ruído passivo muito eficaz por aqui, como nos fones intra auriculares, mas ele ganha pontos por conforto.

Mesmo sendo básico, há controles de reprodução na parte externa do fone. Dois toques pausam e retomam uma música, além de atender e desligar uma chamada. Não temos muitas possibilidades por aqui, mas é possível alterar o comando de cada ação no aplicativo Huawei AI Life APP.

Os comandos funcionam, mas demora um pouco mais de um segundo para serem realizados, o que achei incômodo. Se alguém for falar com você enquanto estiver ouvindo música, é muito mais rápido tirar os fones dos ouvidos que pausar a reprodução com os dois toques.

O fone e o estojo de carregamento são disponibilizados nas mesmas cores, branco ou azul pastel. A charging case é bem compacta, mais comprida e achatada que a maioria dos fones TWS que já testei, mas ainda cabe na palma da mão e, facilmente, no bolso da calça.

Conectividade e aplicativo

A Huawei disponibiliza o aplicativo AI Life para o Freebuds SE. O software não é exclusivo dos fones, sendo possível conectar outros dispositivos inteligentes da chinesa, caso você tenha em casa.

O app AI Life não está disponível na Play Store ou App Store, portanto é necessário escanear o QR Code que vem na caixa para acessar a AppGallery, loja de apps da Huawei. O processo é muito simples no Android, sistema do celular usado nos testes.

Mas não há muito o que fazer com o fone de ouvido além de verificar a porcentagem de bateria dos earbuds e da case de carregamento. Você também pode alterar a ação do comando “dois toques” e verificar se há atualizações de software.

Mesmo sendo mais básico, o Freebuds SE tem Bluetooth 5.2, que traz conexão rápida e estável. Eu testei o fone junto de um Galaxy S22 Ultra 5G e não tive problemas no pareamento.

Também há alguns recursos bem interessantes, como a detecção de uso, como acontece em fones mais caros, e modo de baixa latência. Infelizmente, este último só funciona com smartphones Huawei com EMIUI 11 ou acima.

O estojo de carregamento tem porta USB-C, ótimo para carregamento mais rápido.

Som

O Freebuds SE me deixou com a “pulga atrás da orelha” com relação a sua qualidade sonora. Primeiro, posso comprovar que os fones entregam uma ótima experiência para quem curte pop, assim como prometido pela Huawei.

“Up”, da Cardi B, “Levitating”, da Dua Lipa, e “Envolver”, da Anitta, possuem batidas intensas, sintetizadores e vocais bem presentes. Particularmente, curto esse perfil de som mais puxado para o grave, mas acredito que pode soar exagerado a alguns usuários. Me lembrou muito o JBL Tune 225TWS com a tecnologia Pure Bass.

No entanto, canções de rock e afins podem sofrer com esse fone justamente pelo exagero nos graves e subgraves, passando por cima dos pratos, guitarras e vocais. “Blow To The Head”, da banda Lightning Bolt, por exemplo, tem hi-hats muito opacas, quase sumindo.

No geral, tive uma boa experiência com o Freebuds SE. Nas variantes do pop, como nos synth pop e indie pop, o fone da Huawei foi agradável na maior parte do tempo. Nada que uma equalização rápida não resolva.

Bateria e carregamento

O Freebuds SE tem bateria para até seis horas de música ininterruptas, o que é ok para um fone de ouvido Bluetooth, porém nada impressionante, ainda mais porque não temos cancelamento de ruído por aqui.

Nos meus testes, metade da bateria foi consumida em duas horas e trinta minutos, com volume em 80%. Foi uma duração agradável para o meu uso, mas bem que poderia durar mais considerando que não há recurso extra drenando a carga no background. O Galaxy Buds 2, por exemplo, passa das cinco horas totais mesmo com ANC ativado.

Pelo menos, caso você fique sem bateria durante uma viagem mais longa, o estojo de carregamento pode fornecer até 24 horas extras ao Freebuds SE, o que é excelente.

Concorrentes diretos

O Huawei Freebuds SE começou a ser vendido oficialmente no Brasil no dia 27 de setembro, pelo preço sugerido de R$ 299. É um ótimo preço para o que oferece, bem similar ao do JBL Wave 200TWS, fone básico da JBL, que também aposta em design confortável e graves potentes.

A bateria do estojo do Wave 200TWS é inferior à do Freebuds SE, prometendo 15 horas de energia extras, mas o par de fones garante, sozinho, cinco horas de reprodução, o que é bem próximo do alcançado pelo modelo da Huawei.

Outro detalhe que vale mencionar é o som, sendo um pouco mais cristalino e equilibrado no fone Bluetooth da Huawei. No entanto, o Wave 200 pode agradar os usuários que curtem graves mais densos.

Vale a pena comprar o Huawei Freebuds SE?

O Huawei Freebuds SE é um dos melhores fones de ouvido sem fio básico que eu testei ultimamente. Tem boa construção, conectividade, bateria e som, principalmente se você escuta pop.

O fato de não ter cancelamento de ruído ativo pode ser um empecilho, visto que muitos fones em torno de R$ 500 compatíveis com ANC já são vendidos no Brasil. Mas, caso você não queira pagar muito num fone Bluetooth, e encontre o fone da Huawei na faixa dos R$ 300, vale muito a pena.