Review Doogee S89 Pro | um celular robusto com bateria monstra

Por Bruno Bertonzin | Editado por Léo Müller | 21 de Setembro de 2022 às 18h55
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

Em julho de 2022, a Doogee — empresa popular no mercado de celulares “parrudos” — lançou mais um modelo de smartphone robusto no mercado global: o Doogee S89 Pro. O aparelho segue a proposta de resistência extra da marca e se destaca por oferecer alguns recursos bem específicos, ausentes em boa parte dos smartphones.

Entre as funções, está a câmera com visão noturna — que permite fotografar mesmo de noite sem nenhuma luz acesa — e ferramentas como medidor de altura e som, monitor de batimento cardíaco, transferidor, linha de prumo, entre outros.

Doogee S89 Pro é mais uma aposta ultra resistente da marca (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Todas essas características fazem do Doogee S89 Pro um smartphone mais indicado para profissionais que trabalham com construção, já que ele oferece bastante resistência a quedas, água e poeira. Mas será que ele também atende de um modo geral?

Nesta análise, levanto os principais pontos do Doogee S89 Pro, para te ajudar a ter certeza se ele vai te atender ou não, de acordo com as suas necessidades — sejam elas profissionais ou mais cotidianas. Confira:

Prós

  • Certificação militar e IP68/IP69K de resistência a acidentes, água e poeira
  • Bateria de longa duração

Contras

  • Câmeras com desempenho mediano
  • Processador um pouco fraco para tarefas mais pesadas

Design e construção

Logo de cara, o Doogee deixa claro qual a sua proposta: ele é um celular super resistente. Com acabamentos emborrachados e metalizados tanto na traseira quanto nas laterais, ele já prova que dificilmente sofrerá algum dano físico externo em caso de quedas ou acidentes do tipo.

Ainda na parte traseira, ele tem uma área com dois LEDs, que são iluminados em algumas situações específicas, como quando recebe notificações, durante chamadas ou enquanto reproduz conteúdos de mídia. As luzes podem ser personalizadas nas configurações, com várias opções de exibição.

Além disso, todas as suas portas e conectores possuem uma proteção de borracha para uma vedação mais completa. Isso ajuda o aparelho a ter uma resistência ainda maior contra poeira e água. Em termos técnicos, ele conta com a certificação militar MIL-STD-810H e IP68/IP69K.

Porém, todo o acabamento mais resistente do celular gera um “efeito colateral” — ele é extremamente pesado e espesso. Suas dimensões são de 172 x 86 x 19,4 mm, e ele pesa 400 gramas. Sua bateria gigante também contribui para isso, mas falarei melhor disso mais adiante.

Doogee S89 Pro tem um design bem avantajado e robusto (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Quanto aos botões físicos, são dois, posicionados no lado esquerdo — a tecla de energia com sensor biométrico e os controles de volume —, enquanto no direito há um botão multi-função. Este último pode ter sua funcionalidade customizada nas configurações do dispositivo.

Sua gaveta de SIM Card fica logo acima dessa tecla e tem espaço para dois chips de operadora e um cartão micro-SD, então você não precisará optar entre um ou outro caso seja necessário.

Ele ainda vem com uma capinha que, apesar de não proteger nada, oferece um tom mais agradável ao aparelho. É puramente estética.

"O design reforçado e robusto do Doogee S89 Pro chama bastante atenção e a certificação militar e IP68/IP69K garante uma boa resistência contra água, poeira e queda."

— Bruno Bertonzin

Tela

O Doogee S89 Pro conta com uma tela IPS LCD de 6,3 polegadas, com resolução de 1800 x 2400 pixels e taxa de atualização de 60 Hz. O painel é protegido por um vidro Gorilla Glass.

Quem está acostumado com telefones minimalistas deve se incomodar com um aspecto. Isso porque o display tem um aproveitamento bem baixo da parte frontal, já que suas bordas e o notch em forma de gota ocupam um grande espaço.

Tela do Doogee S89 Pro oferece uma exibição mediana (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Quanto à qualidade da exibição, ele não é muito diferente de outros displays LCD. O nível de cores é bom, assim como o brilho, mas nada muito exagerado. E em situações com bastante iluminação natural pode sofrer um pouco para exibir tudo o que está na tela, mesmo no brilho máximo.

Usabilidade

O Doogee S89 Pro chegou às lojas com o Android 12 instalado sobre a interface personalizada da marca. O software oferece bastante mudanças visuais e é consideravelmente diferente do “Android puro”.

Para quem está acostumado, a UI lembra bastante o sistema operacional da Xiaomi, com um “Centro de Controle” separado da área de notificações. Isso permite ter um gerenciamento mais aperfeiçoado das configurações rápidas e das mensagens recebidas.

Ferramentas exclusivas

O maior diferencial do Doogee S89 Pro, no entanto, são suas ferramentas exclusivas. Como é um aparelho mais voltado para um público que trabalha com construção civil ou para pessoas que fazem trilha ou escaladas, ele possui ferramentas que tornam esses trabalhos mais práticos.

Ferramentas diferenciadas são o ponto positivo do Doogee S89 Pro (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

As ferramentas exclusivas disponíveis são: bússola, medidor de som, inclinômetro horizontal, inclinômetro vertical, medidor de altura, monitor de batimento cardíaco, lupa, transferidor, linha de prumo, alarme, espelho, pedômetro e lanterna.

A maioria das ferramentas funciona com precisão, mas tive bastante dificuldade para usar o medidor de altura. Nos meus testes, segui todas as orientações dadas na própria tela e o resultado sempre foi bem discrepante. Como exemplo, tentei verificar a altura de uma pessoa com 1,5 metro e o aparelho resultava sempre algo em torno de 1,9 metro.

Câmera

O conjunto de câmeras do Doogee S89 Pro não é algo muito atrativo. Ele conta com uma configuração traseira tripla, com um sensor principal de 64 MP, auxiliado por uma lente de visão noturna de 20 MP e uma ultrawide de 8 MP. Na frente, um sensor de 16 MP faz o trabalho de tirar selfies.

A câmera principal, no geral, faz um trabalho razoável com as capturas. As fotografias não são ricas em detalhes e tem uma definição bem mediana, mas estão de bom tamanho, já que este não é o foco do smartphone. Na ultrawide e na frontal, não há muita diferença e o desempenho é praticamente o mesmo.

Câmera de visão noturna

O destaque, porém, é da câmera de visão noturna. E não estou falando do modo noturno que normalmente está disponível em celulares “comuns”. A câmera “Night Vision” do Doogee S89 Pro conta com tecnologia infravermelho e permite tirar fotos sem qualquer tipo de iluminação no ambiente.

Câmera Night Vision permite tirar fotos mesmo sem nenhuma luz ambiente (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

A imagem tem uma nitidez razoável e consegue captar bastante detalhes mesmo com todas as luzes apagadas durante a noite. A imagem fica em preto e branco, é claro, mas isso é uma característica comum em câmeras do gênero.

Gravação de vídeo

A gravação de vídeo do Doogee S89 Pro tem uma boa nitidez e equilíbrio de cores, mas peca bastante em relação à estabilidade, já que as imagens ficam bastante tremidas, tanto na câmera frontal quanto na traseira.

Outro ponto negativo é que a captação de áudio é bem baixa, então filmagens em locais com bastante barulho podem ficar com a voz abafada.

Em relação à resolução e taxa de quadros, o celular pode filmar em 4K na câmera traseira e 1080p na frontal, mas o app não permite definir manualmente a taxa de quadros. Veja alguns exemplos de vídeos feitos com o aparelho:

Sistema de som

O Doogee S89 Pro conta com apenas uma saída de som, que fica posicionada em sua traseira. O áudio é consideravelmente alto, apesar da configuração mono, mas o volume máximo pode causar um pouco de distorção no som.

De qualquer forma, é um sistema sonoro muito bom para um smartphone. Ele permite ouvir músicas com bastante conforto quando você estiver sozinho, assim como assistir filmes ou séries em plataformas de streaming.

Bateria e carregamento

A bateria é outro forte do Doogee S89 Pro. O smartphone tem uma capacidade absurda de 12.000 mAh. A empresa divulga que isso é o suficiente para 18 horas de reprodução em plataformas de streaming ou 23 horas de navegação na internet.

Aqui eu ultrapassei facilmente a marca. No teste padrão, reproduzi três horas de filmes na Netflix com brilho na metade e o consumo foi de 13%. Com isso, a estimativa foi que ele chegasse a 23 horas de duração.

Para navegação em redes sociais e aplicativos, com uso moderado sempre no Wi-Fi, o smartphone chegou com facilidade na casa dos dois de uso.

Doogee S89 Pro tem uma bateria para dias de uso (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Quanto ao carregamento, apesar de o tanque ser muito grande, é possível ter uma carga de 15% a 100% em cerca de duas horas, graças ao carregador de 65 W incluso no kit. O acessório tem uma entrada USB-C e uma USB-A caso queira usar um cabo que já tenha em casa ou carregar outro dispositivo.

O aparelho também tem suporte para carregamento sem fio de até 15 W, mas o acessório não é incluso na embalagem do celular.

"A bateria é um ponto muito interessante do Doogee S89 Pro. Com capacidade de 12.000 mAh ele pode passar bastante tempo longe das tomadas e oferece uma autonomia para cerca de dois dias de uso mais intenso."

— Bruno Bertonzin

Concorrentes diretos

Os principais concorrentes ao Doogee S89 Pro são o Oukitel P19 e o Ulefone ARMOR 15. Os três smartphones contam com uma pegada mais robusta e apostam na durabilidade e resistência para atrair os consumidores.

Em relação ao hardware, são bem parecidos, já que todos contam com um chipset da MediaTek. Enquanto o Doogee é equipado com o Helio P90, o Ulefone possui o Helio G35 e o Oukitel tem o Helio G95.

Cada um oferece recursos mais “exclusivos” e são eles que mais chamam a atenção individualmente. O Ulefone Armor 15, por exemplo, tem um espaço interno para armazenar um par de fones de ouvido TWS. O Oukitel, por outro lado, aposta em uma bateria bem mais potente, com 21.000 mAh.

Doogee S89 Pro é uma das melhores apostas entre os celulares robustos no mercado (Imagem: Ivo Meneghel Jr/ Canaltech)

Quanto à faixa de preço, eles estão bem equilibrados. O Doogee é encontrado entre R$ 1.200 e R$ 1.600, enquanto o Ulefone Armor 15 fica entre R$ 1.300 e R$ 1.400 e o Oukitel WP19 entre R$ 1.500 e R$ 1.600.

Doogee S89 Pro: um celular robusto para um público bem específico

O Doogee S89 Pro é um ótimo celular e seu conjunto de hardware até que é atrativo. Com um chip intermediário e uma combinação generosa de memória e armazenamento, ele dificilmente te deixará na mão para executar tarefas mais cotidianas.

Sua proposta não é essa, no entanto. Com toda sua robustez — além da bateria de 12.000 mAh — ele é mais voltado para profissionais que têm bastante contato com poeira, água ou outras adversidades ou até mesmo para quem faz trilhas ou caminhadas e precisa passar bastante tempo longe de casa.

Neste segmento, a Doogee é uma das protagonistas, e o S89 Pro se destaca entre as apostas da marca. Mas também vale dar uma certa atenção para concorrentes, como o Ulefone Armor 15 ou Oukitel WP19.

A decisão, no entanto, deve ser feita de acordo com os recursos exclusivos de cada modelo, já que a faixa de preço e especificações deles são bem parecidas.