Quais as marcas mais admiradas por universitários no país?

Quais as marcas mais admiradas por universitários no país?

Por Giovana Pignati | Editado por Claudio Yuge | 16 de Setembro de 2022 às 12h20
Pexels/Helena Lopes

A Partyou fez uma pesquisa para entender quais as marcas mais admiradas pelos universitários brasileiros em 8 setores: esportes, eletrônicos, redes sociais, entretenimento, turismo, e-commerce, delivery e serviços financeiros. A pesquisa foi realizada com 1192 acadêmicos de quatro Estados brasileiros, são eles: São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina.

O estudo contou com as respostas de alunos de 200 universidades, tanto públicas quanto privadas, além do apoio de empresas juniores de instituições como a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), entre outras.

Dentre os resultados, as marcas mais admirados foram: Nubank, Nike, Apple, Instagram, iFood, YouTube, CVC e Amazon – que ficaram em primeiro lugar em suas respectivas áreas. Confira as demais marcas e seus devidos lugares no ranking, a seguir;

  • Esportes: Nike, Adidas e Puma;
  • Eletrônicos: Apple, Samsung e Xiaomi.
  • Redes Sociais: Instagram, Twitter e TikTok;
  • Entretenimento: YouTube, Spotify e Netflix;
  • Turismo: CVC, Azul, 123milhas e Hurb (as últimas duas empataram em terceiro lugar);
  • E-commerce: Amazon, Shopee e Mercado Livre;
  • Delivery: iFood, AiQFome, Rappi e Zé Delivery (as últimas duas também empatadas em terceiro lugar);
  • Serviços Financeiros: Nubank, Inter e XP Investimentos.

O estudo ainda destacou o TikTok devido ao crescimento de relevância em apenas dois anos, sobretudo entre a Geração Z (nascidos entre 1996 e 2010), que hoje conta com mais de 1 bilhão de usuários mensais ativos.

A Partyou também ressalta o aplicativo AiQFome, adquirido pela Magazine Luiza em 2020, que viu suas vendas triplicarem em apenas 2 anos. Contando com mais de 2 milhões de usuários cadastrados, é a terceira maior plataforma de delivery do Brasil.

O público universitário alcançou a marca de 8 milhões de matriculados em 2020 e é responsável por consumir mais de R$ 140 bilhões em produtos e serviços anualmente. Para Otávio Dutra, CEO e Cofundador da Partyou, é um erro que o mercado não enxergue os jovens universitários como um consumidor relevante.

"Com essa pesquisa, queremos evidenciar as percepções dos estudantes sobre diferentes segmentos da economia, mostrando ao mercado e às marcas a importância de se investir no público universitário”, afirma Dutra.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.