iDelas e Microsoft querem capacitar 50 mil mulheres empreendedoras

Por Giovana Pignati | Editado por Claudio Yuge | 03 de Outubro de 2022 às 22h20

clique para compartilhar

Link copiado!

A plataforma iDelas, com o apoio da Microsoft, lançou o Programa Social iDelas Para Elas, que visa capacitar 50 mil empreendedoras para cuidar da gestão financeira de seus negócios. O curso terá duração de 12 meses e as interessadas podem realizar as inscrições gratuitamente até o dia 11 de novembro.

O programa é direcionado para micro e pequenas empreendedoras de todo o país, incluindo autônomas e informais, que possuem dificuldades no controle financeiro ou que se encontram em situação de vulnerabilidade social. A capacitação será gratuita através do aplicativo do iDelas, que possui ferramentas de gestão financeira, treinamentos e mentorias com grandes lideranças do Brasil.

A Microsoft oferecerá mentorias, tecnologias de nuvem e colaboração para micro e pequenas empresas. A parceria ainda prevê a integração com o Microsoft for Startups Founders Hub, programa de apoio e fomento ao crescimento de startups no país – oferecendo diferentes tipos de mentorias, capacitações e a possibilidade de apoio com créditos de acesso às tecnologias da Microsoft.

Números sobre mulheres empreendedoras

Raquel Santos, empreendedora e especialista financeira, idealizou o iDelas com o objetivo de descomplicar a gestão financeira e atender empreendedoras. Segundo um estudo realizado pelo GEM, Sebrae e IBQP, cerca de 55% dos negócios femininos começam por necessidade e sem planejamento, tendendo a fechar logo após completarem um ano. A falta de conhecimento financeiro é um dos grandes empecilhos para o sucesso destes empreendimentos.

Sendo assim, além de contribuir nos negócios das participantes, o programa pretende elaborar um estudo sobre os comportamentos, hábitos e tendências da gestão feminina, avaliando a evolução dos negócios após o uso da plataforma.

“Por meio do incentivo de grandes empresas como a Microsoft, ONGS e grupos de apoio ao empreendedorismo, vamos acompanhar o desempenho dessas empreendedoras, mensurar os efeitos de uma gestão financeira correta e avaliar os impactos que elas causam na sociedade e na economia”, ressalta Raquel.

O impacto do empreendedorismo feminino na economia brasileira

O programa tem ainda como propósito fortalecer o empreendedorismo feminino e a independência financeira das mulheres, visto que este é um passo na busca pela equidade de gênero no país. Segundo Raquel, o objetivo é evitar que mais de 20 milhões de negócios femininos fechem por falta de gestão financeira até 2040.

Uma pesquisa da Associação de Investimento em Capital Privado na América Latina (LAVCA) demonstrou o potencial de negócios femininos, visto que, enquanto todo o investimento em startups caiu em 2022, os investimentos direcionados às startups fundadas por mulheres dobraram, passando de 15% para 30%.

"Na Microsoft, temos diversos programas de apoio ao empreendedorismo feminino e, com essa parceria, além da capacitação, faremos uma ponte de nossos contatos com a iDelas para potencializar ainda mais o trabalho que realizam. Investir na capacitação de mulheres empreendedoras é investir no desenvolvimento econômico do país", diz Andrea Cerqueira, vice-presidente de Vendas Corporativas para Clientes e Startups na Microsoft Brasil.

Inscrições do iDelas Para Elas

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 11 de novembro através do site do iDelas Para Elas. Qualquer mulher empreendedora pode realizar a sua candidatura.