CRM Social: ferramenta imprescindível para entender o cliente na era digital

CRM Social: ferramenta imprescindível para entender o cliente na era digital

Por Colaborador externo | Editado por Renato Santino | 19 de Janeiro de 2022 às 12h00
Pixabay

*Por Jens Oberbeck

Segundo pesquisa realizada pelo portal Cupom Válido, com dados da Statista, o Brasil é um dos países com maior média de tempo de utilização diária de redes sociais, ultrapassando a marca de três horas por dia conectados. Quando comparado à média mundial, de 145 minutos por dia, o tempo de uso das redes sociais dos brasileiros é 55% maior. Para ter uma visão completa desses clientes cada vez mais conectados, é preciso considerar o papel que o gerenciamento de redes sociais desempenha nos relacionamentos com eles.

As interações nas mídias sociais moldaram um novo perfil de consumidor: o cliente social. Ele compartilha mais impressões sobre os produtos e as marcas e é também mais crítico em suas escolhas. O consumo deixa de ser um ato individual e passa a ser coletivo, com as opiniões dos outros usuários entrando como um fator importante na decisão de compra.

O CRM social aproveita essas informações públicas nas redes sociais para captar uma visão completa dos perfis por trás de postagens, comentários e curtidas, conseguindo extrair menções e sentimentos sobre determinado tema.

A ferramenta também é capaz de cruzar as informações dos clientes da empresa com as atividades monitoradas nas redes sociais em tempo real, criando um único painel para o acompanhamento de conversas em diferentes plataformas. Assim, é possível coletar feedbacks dos produtos, entender quais tendências estão em alta e até antecipar possíveis crises.

Ao procurar ferramentas de CRM de mídia social, seja em uma plataforma autônoma ou por meio de integrações à configuração atual, há diferentes níveis a serem considerados, dependendo de seus objetivos:

  • Curadoria: Basicamente, uma plataforma de CRM social permite a coleta dee dados relevantes da rede social sobre clientes existentes e potenciais. É possível monitorar menções ou hashtags relacionadas à empresa (ou aos seus concorrentes) em perfis e publicações de usuários.
  • Interação: Ferramentas mais avançadas permitem que haja envolvimento direto com os clientes em potencial, como pelo WhatsApp, por exemplo, possibilitando a comunicação bidirecional entre eles em vários canais e, ao mesmo tempo, gerenciando tudo em uma plataforma.
  • Enriquecimento: Com algumas ferramentas é possível vincular os dados sociais às entradas de CRM para leads e clientes potenciais, trazendo uma maior compreensão dos contatos e permitindo um alcance mais personalizado.
  • Análise: Para obter todos os benefícios do CRM social, é preciso ser capaz de analisar os dados recebidos e entendê-los. Avanços recentes em aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural (PNL) tornaram possível analisar a atividade de mídia social em escala.

A empresa de audição social Infegy é um exemplo de como organizações de diferentes setores estão se beneficiando de um CRM social: ela descobriu que o preço das mercadorias foi o fator mais discutido pelos consumidores durante a temporada de férias de 2019. No entanto, as prioridades mudaram à medida que a COVID se consolidou e as medidas de distanciamento foram adotadas, o que gerou um aumento significativo de postagens que discutiam os níveis de estoque e a disponibilidade dos produtos.

Em março de 2020 as pessoas estavam mais preocupadas com a entrega do que com o quanto pagavam pelas mercadorias. As empresas que estavam cientes disso foram capazes de adaptar suas mensagens para destacar os fatores que mais importavam para seus clientes naquele momento.

O CRM social beneficia toda a empresa. Junto com a geração de leads, construir uma imagem completa de seu envolvimento com o cliente também ajuda os profissionais de marketing a criar campanhas mais relevantes e a equipe de suporte técnico a responder aos problemas com mais rapidez. Isso leva a um maior alinhamento em toda a companhia e a uma experiência mais integrada para o cliente.

*Jens Oberbeck é vice-presidente de Vendas da Pipedrive

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.