Black Friday | 78% dos brasileiros querem gastar mais durante o evento

Por Giovana Pignati | Editado por Claudio Yuge | 19 de Outubro de 2022 às 14h43

clique para compartilhar

Link copiado!

O Mercado Livre e o Mercado Pago divulgaram dados importantes sobre a Black Friday de 2022. Em uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (19), os diretores seniores do ecossistema apresentaram insights, projeções e novidades para o evento mais esperado dos e-commerces.

Os dados foram levantados através de duas pesquisas, sendo uma realizada pelo Mercado Ads, em parceria com o Instituto Ipsos, e a outra pelo Mercado Pago. A primeira teve como base os dados coletados em julho de 2022 e dados internos do Mercado Livre, referentes à última Black Friday. Para o segundo estudo, foram entrevistados mais de 10,5 mil usuários do ecossistema.

Principais insights para a Black Friday 2022

Apesar da alta da inflação, as projeções são otimistas: a empresa prevê um crescimento de 20% no número de vendas. Os dados ainda apontam que os consumidores estão mais organizados financeiramente e mais confiantes de que conseguirão bons descontos (71%). Conforme o estudo, 59% das pessoas que não compraram na Black Friday de 2021, pretendem comprar neste ano. Além disso, 78% dos brasileiros querem gastar mais durante o evento.

Segundo Fabiana Manfredi, diretora sênior de Mercado Ads, 80% dos usuários da plataforma pretendem realizar compras online na data: "neste cenário, estamos falando agora de um consumidor mais exigente, porque ele já teve experiência da última Black Friday".

Os dados ainda apontam que as intenções de compra foram atingidas pela chegada do Mundial de Futebol de 2022, em que 47% dos entrevistados pretendem comprar televisões ou smartphones, sendo que 43% deseja adquirir um televisor com mais de 50 polegadas.

Moda em destaque — setor possui 48% das intenções de compra

Segundo o estudo sobre intenções de compra realizado pelo Mercado Ads, as categorias mais buscadas são moda (48%) e tecnologia (44%), seguidos de eletrodomésticos (30%) e produtos de beleza e autocuidado (30%). O levantamento ainda aponta os setores mais buscados por faixa etária, com a Geração Z (1997 - 2010) liderando nas buscas por itens relacionados à moda.

Métodos de pagamentos mais desejados e o crescimento do PIX

O estudo do Mercado Pago aponta que o cartão de crédito se mantém como líder na preferência dos clientes na hora do pagamento, saltando de 49% em 2021 para 68% neste ano. A escolha se dá pela possibilidade de parcelamento, visto que 85% dos brasileiros desejam parcelar suas compras. No entanto, os dados ainda trazem destaque para o Pix, que teve um crescimento de 12% para 19%.

Segundo Daniel Davanço, diretor sênior de pagamentos do Mercado Pago, o método de pagamento imediato trouxe quase 700 mil usuários para o ecossistema apenas no segundo trimestre de 2022. Além disso, ele representa um papel importante sob o ponto de vista de experiência e eficiência, tanto para o consumidor quanto para o vendedor.

"O cartão de crédito continua sendo o meio de pagamento preferido, e considerado uma importante ferramenta para o planejamento do consumidor que pretende comprar itens de tíquete-médio maior, mas sem perder as parcelas de vista”, explica Daniel. No geral, os brasileiros veem oportunidades nas opções de parcelamento, como pix parcelado, cartão de créditos e o Buy Now Pay Later (BNPL).

Consumidor mais consciente

Durante a coletiva, Davanço foi questionado sobre o aumento do ticket médio frente a situação de inadimplência do país e como isso poderia refletir nas vendas durante o evento. Em resposta, o diretor disse que a diferença entre os índices é de: 70% dos compradores estavam dispostos a gastar até R$ 2 mil em 2021, porcentagem que subiu para 80% neste ano.

Um dos principais motivos é a intenção de compras de televisores e smartphones (47%), dentre outros bens de consumo com maior valor agregado, visto que os brasileiros encontram no evento uma oportunidade de adquiri-los por um preço mais baixo. Sobre a inadimplência, o diretor diz que o Mercado Pago possui uma oferta de crédito consciente e o índice de inadimplentes na empresa está controlado.

Davanço ainda reforça a ideia de que os próprios consumidores estão mais cuidadosos. Os dados do estudo apontam que os clientes estão planejando os produtos que desejam comprar com mais antecedência (26%), pretendem adiantar as compras de Natal (68%) e estão buscando por parcelamentos mais moderados, de até 6 vezes (42%).