Os 10 melhores jogos do PS1

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 30 de Setembro de 2022 às 19h00

clique para compartilhar

Link copiado!

Playstation
ver mais

O primeiro PS1 (PS1) foi um marco na indústria de videogames. Lançado em 1994 no Japão, o console ajudou a consolidar jogos 3D, trouxe o uso de CDs em vez de cartuchos e influenciou o mercado com um controle de quatro botões (e seus símbolos marcantes) e o memory card.

Nesta lista, o Canaltech se deixa levar pela nostalgia e relembra os 10 melhores jogos do PS1. Qual jogo mais lhe marcou? Lembra de algum outro título que merecia estar listado também? Compartilhe conosco através das redes sociais!

10. Tekken 3

O terceiro game da franquia Tekken, de 1997, foi o mais importante para a série, trazendo pela primeira vez personagens icônicos como Eddy Gordo, King II, Kuma II, Hwoarang e Jin Kazama. Aliás, o filho de Kazuya se tornou o protagonista da franquia no terceiro jogo e acabou se tornando o rosto de Tekken até hoje.

9. Tony Hawk’s Pro Skater 2

O primeiro Tony Hawk’s Pro Skater, de 1999, foi um tremendo sucesso graças ao gameplay inovador, que mistura plataforma e esportes radicais. Foi no segundo jogo, de 2000, porém, que essa fórmula foi elevada ao máximo.

As fases ficaram maiores, a quantidade de movimentos aumentou, a trilha sonora ficou ainda mais marcante e um sistema de criação de personagem e de parque foi implementado.

8. Crash Bandicoot: Warped

Crash Bandicoot foi o mascote não-oficial do PS1. O personagem veio para competir com o Mario, da Nintendo, e o Sonic, da SEGA — tanto que ele era apelidado de “bunda do sonic” pelos desenvolvedores.

Em Crash Bandicoot 3: Warped, de 1999, ele, sua irmã Coco e a máscara Aku Aku viajam pelo tempo: eles correm pela Muralha da China, pilotam uma moto na Área 51 e até pilotam aeronaves na Primeira Guerra Mundial.

7. Gran Turismo

Foi em 1997 que a Sony lançou uma das suas franquias mais famosas até hoje: Gran Turismo, um jogo de simulação de corrida. Além de ter gráficos super-realistas para a época, o game tinha um modo campanha em que o jogador precisava tirar carteira de motorista para poder participar de corridas e ganhar dinheiro; a grana era usada para comprar outros carros e personalizar os que já eram seus.

6. Chrono Cross

Um dos RPGs mais queridos de todos os tempos, Chrono Cross, de 1999, e a sequência do também aclamado Chrono Trigger. O game traz uma história densa e complexa sobre mundos paralelos. O protagonista é o jovem Serge, que morreu afogado em uma dessas realidades. Seu objetivo é tentar voltar para o mundo em que ele sobrevive e descobrir a verdade por trás da divisão das realidades.

5. Final Fantasy VII

Mais um RPG para a lista, Final Fantasy VII, de 1997, acompanha o mercenário Cloud Strife na luta contra megacorporações que sugam toda a energia vital do planeta. Além disso, o game traz um dos vilões mais emblemáticos da história: Sephiroth, o anjo de uma asa, responsável por algumas atrocidades que permanecem na nossa memória até hoje.

4. Silent Hill

Silent Hill, de 1999, foi um marco no gênero de terror psicológico. O game é ambientando em uma cidade isolada, coberta por uma névoa densa — que, na época, era usada para disfarçar as limitações técnicas do PS1.

No primeiro jogo, controlamos Harry Mason, um homem comum que busca pela sua filha desaparecida após um acidente de carro. Chegando na cidade, ele descobre que há um culto religioso (e uma força sobrenatural) por trás do ocorrido.

3. Resident Evil 2

O jogo de 1998 apresentou dois personagens novos, considerados alguns dos mais queridos da franquia: Leon S. Kennedy e Claire Redfield. Por isso, o game é dividido em duas campanhas, cada uma com a mesma história, mas sob diferentes caminhos e pontos de vista. Foi nesse game que também conhecemos o Mr. X, que persegue o jogador, e o Licker, monstro linguarudo que anda pelas paredes.

2. Castlevania: Symphony of the Night

Lançado em 1997, este ainda é o jogo mais famoso da franquia Castlevania. O título abre mão de uma campanha linear e obriga o jogador a explorar todos os cantos de um castelo, que ganha novos caminhos conforme Alucard ganha novas habilidades. Não à toa, o game foi um dos responsáveis por criar um subgênero na indústria: o Metroidvânia, mistura de Metroid, da Nintendo, com Castlevania.

1. Metal Gear Solid

O primeiro Metal Gear Solid, de 1998, foi um marco na indústria de games por conta dos seus visuais incríveis, cutscenes cinematográficas, gameplay de furtividade divertidíssimo e chefões impressionantes — como esquecer de Psycho Mantis, capaz de acessar os seus jogos salvos no memory card?

Os quebra-cabeças também eram geniais: você precisava descobrir informações na própria embalagem do jogo ou fazer com que Snake usasse ketchup para fingir ferimentos, por exemplo.