Google Stadia será enterrado de vez em 2023

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 29 de Setembro de 2022 às 17h15

clique para compartilhar

Link copiado!

Google Stadia
ver mais

O Google Stadia, serviço de jogos via nuvem do Google, será encerrado em 18 de janeiro de 2023 — cerca de três anos após o seu lançamento, em novembro de 2019. O anúncio foi feito pela empresa nesta quinta-feira (29), através de uma publicação no blog oficial. Vale lembrar que o serviço nunca esteve disponível no Brasil.

A companhia reembolsará todos os jogadores que compraram hardware (como controles), jogos e quaisquer outros conteúdos do Google Stadia, exceto assinaturas. Os pagamentos estão previstos para acontecerem até a metade de janeiro do próximo ano. Não será possível devolver os aparelhos, nem em lojas físicas.

O vice-presidente e diretor geral do Google Stadia, Phil Harrison, disse que o Stadia não teve tantos adeptos e, por isso, será descontinuado.

"Por muitos anos, o Google investiu em vários aspectos da indústria de games. Ajudamos os desenvolvedores a criar e distribuir aplicativos de jogos no Google Play e no Google Play Games. Os criadores de jogos estão alcançando públicos em todo o mundo no YouTube por meio de vídeos, transmissão ao vivo e Shorts. E nossa tecnologia de streaming em nuvem oferece jogabilidade imersiva em grande escala.

Há alguns anos, também lançamos um serviço de jogos para consumidores, o Stadia. E embora a abordagem da Stadia para streaming de jogos para consumidores tenha sido construída em uma base tecnológica forte, ela não ganhou a tração esperada com os usuários, então tomamos a difícil decisão de encerrar nosso serviço de streaming Stadia."

O comunicado ainda diz que os funcionários que trabalharam no Google Stadia serão realocados para outros departamentos da empresa.

Harrison cita, por exemplo, que a tecnologia do serviço poderá ser reaproveitada no YouTube, Google Play e em projetos de realidade aumentada. "Continuamos profundamente comprometidos com os jogos e continuaremos a investir em novas ferramentas, tecnologias e plataformas que impulsionam o sucesso de desenvolvedores, parceiros do setor, criadores e usuários da nuvem", afirmou.

Google Stadia ia de mal a pior

Rumores de que o serviço estava perto do fim circulam há meses. Além dos vários executivos de alto escalão deixando a empresa após meses de trabalho, houve um desmonte de estúdios próprios: em fevereiro de 2021, duas empresas foram fechadas. Detalhe: ambos não tiveram tempo de lançar um jogo sequer. Pelo menos 150 funcionários foram afetados.

Já em março de 2021, uma reportagem mostrou que o Stadia “passou longe da meta de vendas de controles e usuários ativos na casa as centenas de milhares”, ou seja, o Google fez investimentos gigantes e não teve o retorno esperado. Para manter games de empresas como Ubisoft e Rockstar Games, por exemplo, a empresa teve de desembolsar “dezenas de milhares de dólares”.

O Google disponibilizou uma página de perguntas frequentes aqui (em inglês) para orientar os usuários afetados.

Fonte: Google (1, 2, 3)