Missão Crew-5 pode ser lançada à ISS no início de outubro

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 27 de Setembro de 2022 às 16h17

clique para compartilhar

Link copiado!

Tudo sobre SpaceX
ver mais

O lançamento da missão Crew-5, rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), ficou programado para o dia 3 de outubro, às 13h46 no horário de Brasília. A decisão veio após uma análise de prontidão de voo (FRR) conduzida pela NASA e SpaceX durante a segunda-feira (26), que não indicou grandes problemas técnicos e, assim, permitiu manter a data de lançamento — contanto que as condições meteorológicas colaborem.

Embora a FRR tenha corrido bem, as equipes identificaram dois pequenos problemas que merecem atenção: um deles envolve as ligações do perímetro da cápsula Crew Dragon, e o outro, uma possível solda fora do padrão em vasos de pressão revestidos, que integram o sistema de propulsão da nave. Ambos devem ser corrigidos em um ou dois dias.

Outra preocupação é com o furacão Ian, que está avançando em direção ao litoral oeste, da Flórida. Os efeitos da tempestade podem se estender por todo o estado, inclusive na região do Kennedy Space Center, o local de onde a missão será lançada. Foi por causa da tempestade que, por precaução, a NASA decidiu recolher o foguete Space Launch System da plataforma de lançamentos.

Já o foguete Falcon 9 e a cápsula Crew Dragon que vão levar os astronautas ainda não estão na plataforma — se as condições meteorológicas seguirem favoráveis, o foguete e a nave devem ser posicionados na plataforma no dia 29 de setembro. Caso a tempestade impeça que a missão seja lançada naquela data, há janelas de reserva para o lançamento nos dias 4 e 5 de outubro, além dos dias 7 a 9 daquele mês.

Quando for lançada, a Crew-5 levará os astronautas Nicole Aunapu Mann e Josh Cassada, ambos da NASA, junto de Koichi Wakata e Anna Kikina, das agências espaciais do Japão e Rússia, respectivamente. Eles devem ficar na estação por até seis meses, trabalhando em experimentos científicos, realizando caminhadas espaciais no lado externo do complexo orbital, entre outras atividades.

Mann estará em seu primeiro voo espacial desde quando se tornou astronauta, em 2013. Ela servirá como comandante da missão Crew-5, enquanto Cassada será o piloto; já na estação, ele servirá como engenheiro de voo da Expedição 68. Wakata será o especialista da missão, e também servirá como engenheiro de voo a bordo da estação. Por fim, Kikina será a outra especialista da missão, servindo como engenheira de voo da Expedição 68.

Fonte: NASA (YouTube); Via: Space.com