Missão Crew-5 levará a primeira mulher indígena ao espaço

Por Danielle Cassita | Editado por Rafael Rigues | 17 de Agosto de 2022 às 16h30

clique para compartilhar

Link copiado!

Em algumas semanas a NASA lançará a missão Crew-5, que levará quatro astronautas à Estação Espacial Internacional. Entre eles estará Nicole Aunapu Mann, que servirá como comandante da missão e fará história como a primeira mulher indígena a ir ao espaço. A janela para o lançamento da missão se abrirá no dia 29 de setembro, e os astronautas devem ficar a bordo da estação por seis meses.

“É muito empolgante”, disse ela, em entrevista ao portal Indian Country Today, em referência ao feito. “Acho muito importante comunicarmos isso à nossa comunidade, para que outras crianças indígenas, se talvez tiverem pensado que isso não era uma possibilidade, ou para perceberem que algumas das barreiras que existiam estão realmente começando a cair”, disse ela.

Este será o primeiro voo espacial dela. Enquanto comandante, Mann irá liderar todas as fases do voo, desde o lançamento até a reentrada na atmosfera, quando retornarem. Ela estará acompanhada por Josh Cassada, astronauta da NASA, Koichi Wakata, da agência espacial japonesa JAXA e por Anna Kikina, da agência espacial russa Roscosmos.

Mann levará consigo alguns itens pessoais, como presentes surpresa para familiares, suas alianças de casamento e outros. Os tripulantes da Crew-5 devem conduzir cerca de 250 experimentos científicos na microgravidade — entre eles, está um voltado para a impressão 3D de amostras de tecidos vivos.

A astronauta tem grande expectativa para a realização de atividades extraveiculares, popularmente chamadas de "caminhadas espaciais", e relatou que a preparação para elas foi, provavelmente, a parte mais desafiadora do treinamento de astronauta, mas também a mais interessante. “É incrível, acho que é um dos treinamentos mais legais que fizemos, e espero que eu tenha a oportunidade de fazer isso de verdade, no espaço", disse, em entrevista.

Quem é a primeira mulher indígena a ir ao espaço

Mann nasceu em 1977 em Petaluma, na Califórnia, e é membro da nação Wailacki das tribos indígenas Round Valley, do norte do estado. Ela se graduou em engenharia mecânica pela Academia Naval dos Estados Unidos em 1999 e, depois, se alistou para o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. Ela se tornou mestre em engenharia mecânica pela Universidade de Stanford, em 2001.

Depois, ela realizou um treinamento de voo na Estação Aérea Naval Pensacola, onde se formou em 2002, e foi designada para servir no Iraque e Afeganistão. Ao longo da carreira como aviadora naval militar, Mann somou mais de 2.500 horas de voo em 25 aeronaves diferentes, voou em 47 missões de combate e pousou 200 vezes em porta-aviões.

Já em 2013, Mann foi selecionada como um dos oito membros do 21º grupo de astronautas da NASA, e finalizou seu treinamento em 2015. Na agência espacial, ela ajudou no desenvolvimento da cápsula Orion, do foguete Space Launch System e outros. Ela foi designada para o primeiro teste de voo tripulado da cápsula Starliner, da Boeing, mas devido a problemas técnicos com o teste de voo não tripulado, Mann foi transferida para o comando da missão Crew-5.

Fonte: Indian Country Today