Amazon anuncia novo Kindle Scribe, o primeiro Kindle para ler e escrever

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 28 de Setembro de 2022 às 15h28

clique para compartilhar

Link copiado!

Kindle Scribe
ver mais

A Amazon apresentou esta quarta-feira (28), em seu grande evento anual, novos produtos e serviços para dispositivos Echo, Fire TV e Blink, mas sua linha de leitores de livros digitais não ficou de fora. A empresa anunciou o Kindle Scribe, o primeiro Kindle feito para leitura e escrita com caneta magnética e suporte para criação de cadernos virtuais, listas e notas em um único dispositivo leve de tela grande.

Tendo um display de 10,2 polegadas com 300 ppi (alta densidade de pixels presente em todos os Kindle mais recentes para imagens e letras sem serrilhados), o novo Scribe oferece acabamento fosco e iluminação integrada de 35 LEDs com ajuste de temperatura.

"O Kindle Scribe é o melhor Kindle que já fizemos, criando uma experiência de leitura e escrita que parece como papel de verdade", diz Kevin Keith, vice-presidente da Amazon Devices.

"É inspirado pelos clientes do Kindle que adicionaram bilhões de notas e destaques aos livros ao longo dos anos, e também é ideal para revisar e marcar documentos, gerenciar sua lista de tarefas ou rabiscos sobre uma grande ideia. Além disso, ele oferece todos os benefícios do Kindle que os clientes conhecem e amam — milhões de livros sob demanda, fontes ajustáveis, recursos de leitura premium e semanas e semanas de duração da bateria — com o benefício de uma bela e grande exibição." — Kevin Keith, vice-presidente da Amazon Devices

Com apenas 5,8 mm de espessura e "meses de bateria", o Kindle Scribe oferece tela texturizada para simular a experiência de escrita em papel e permite que usuários possam escrever notas em páginas de livros, criar cadernos personalizados para trabalho e estudo, além de listas rápidas para organização diária e muito mais.

O Scribe é oferecido com duas opções de canetas: a Basic Pen e a Premium Pen. Ambas oferecem design confortável sem bateria e que gruda magneticamente no dispositivo. A caneta Premium oferece apagador na ponta oposta e botão de atalho para troca rápida de tamanhos, marcadores e mais.

Kindle Scribe deixa escrever em livros?

Usuários podem escrever por cima de documentos do tipo PDF, mas a marcação em páginas de livros não está disponível. Em vez disso, a Amazon oferece notas adesivas, exibindo uma aba flutuante para escrever à mão na página selecionada.

Todas as notas são organizadas em uma aba dedicada para que usuários possam visualizar rapidamente o que escreveram sem precisar abrir um livro ou arquivo na marcação desejada.

As notas adesivas também estão disponíveis em outros arquivos como Microsoft Word, páginas web, imagens, livros em EPUB, jornais, revistas e mangás.

Em 2023 o Kindle Scribe ganhará uma integração com o Word que permitirá que usuários enviem documentos do programa da Microsoft para o Scribe com maior agilidade.

Preço e disponibilidade

O Kindle Scribe chega em breve com preço sugerido de US$ 339 (cerca de R$ 1.800 em conversão) e estará disponível na cor Tungstênio com armazenamento de 16 GB, 32 GB ou 64 GB.

O Kindle Scribe acompanha a Basic Pen, mas usuários podem adquirir a Premium Pen com apagador e atalho de botões com custo adicional.

O lançamento do Kindle Scribe no Brasil ainda é desconhecido, bem como seu preço nacional.

Fonte: Business Wire