Modo PC do Mi Mix Fold dispensa monitor e mostra que dobráveis podem ir longe

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Maio de 2021 às 11h20

clique para compartilhar

Link copiado!

Mi Mix Fold
ver mais

O Mi Mix Fold pode não se diferenciar muito da concorrência pelo visual, mas acertou em cheio no que chama de “PC Mode” (“Modo PC”, em português). A Xiaomi finalmente introduziu essa modalidade que altera a interface da MIUI para algo próximo do Windows, transformando o celular num pequeno computador e com a tela interna como monitor.

O princípio da ferramenta, aqui, é diferente do DeX, da Samsung, pois cria uma experiência próxima à de um computador comum, mas sem precisar de monitores externos para isso.

Visualmente, segundo as fotos divulgadas pelo site XDA Developers, a interface é bem semelhante ao Windows 10 — e pode ser familiar também para usuários do Chrome OS. Os ícones de aplicativos são dispostos como programas na área de trabalho, a gaveta de apps é posicionada no canto e funciona de forma quase idêntica ao menu Iniciar — incluindo até uma barra de pesquisa.

A "Barra de Ferramentas" do Windows está aqui em todo o seu brilho: aplicativos favoritos são colocados logo abaixo, com indicativos visuais de quando estiverem em segundo plano; calendários e os convencionais botões de navegação do Android foram colocados à direita, junto da bateria; e a tela de notificações e configurações rápidas foi transformada num "balão de notificações", exatamente igual ao sistema da Microsoft.

O Modo PC foi adicionado como parte da atualização V12.0 do Mi Mix Fold e trouxe junto de si o suporte para múltiplos usuários dentro do mesmo celular — aqui chamado de “Second Space” (ou “Segundo Espaço”, em português). Habilitá-lo é tão simples quanto alternar entre aplicativos: basta arrastar três dedos para a esquerda e a interface é convertida.

Como o modo desktop funciona?

No modo especial, aplicativos podem ser abertos em modo janela e algumas delas permitem ajustes de tamanho para encaixar melhor na tela. Logicamente, nem todos os apps funcionam bem com a experiência de desktop, mas em alguns casos parecem até rodar melhor no Modo PC do que na interface convencional.

Aqui, dois aplicativos podem dividir tela e funcionar simultaneamente mesmo se o usuário estiver com o foco no navegador. De acordo com a experiência do XDA Developers, a velocidade para abrir aplicativos parece não estar no seu mais fino estado — não é lenta, mas não seria tão rápida quanto no modo normal.

A tela de aproximadamente 8 polegadas quebra um galho, mas pode ser complicada de lidar em longas sessões. O uso do modo desktop como alternativa para um tablet ou desktop é praticamente inviável por peíodos mais longos. Não há como transmitir a tela para um monitor pelo cabo USB-C, mas é possível levar a experiência para smart TVs pela transmissão sem fio.

A solução da Xiaomi parece ser bem robusta, mas ainda indica muito espaço para melhorar. Ela pega carona com conceitos da Samsung, os aplica dentro da tela do próprio celular e, quem sabe, pode até acabar inspirando a sul coreana no aguardado Galaxy Z Fold 3.

Fonte: XDA Developers