Review iOS 16 | Seu iPhone mais pessoal e customizável do que nunca

Por Victor Carvalho | Editado por Douglas Ciriaco | 19 de Setembro de 2022 às 16h20
Victor Carvalho/Canaltech

Nos últimos anos o iOS ganhou várias melhorias em todo o sistema: widgets na tela inicial, Texto ao Vivo em fotos e imagens, modo noturno, biblioteca de apps, vídeos Picture-in-Picture e notificações mais organizadas, deixando a tela de bloqueio praticamente sem alteração há mais de uma década. Até agora.

A chegada do iOS 16 para os usuários de iPhone consolida esta como uma das maiores atualizações dos últimos anos, e após passar meses utilizando o sistema ainda em sua fase beta venho compartilhar nesta análise os altos e baixos do update, que agora oferece grande personalização da Tela Bloqueada, notificações mais organizadas, maiores utilidades para o Modo Foco, aplicativo Saúde com importante lembrete de Medicamentos e muito mais.

Prós

  • Alta customização da tela de bloqueio
  • Aplicativo Saúde com Medicamentos
  • Modo Foco mais ágil e integrado
  • Teclado com resposta tátil
  • Texto ao Vivo em vídeos
  • Destaque de fundo

Contras

  • Alto consumo de bateria
  • Ícone de bateria pode parecer confuso
  • Botões de atalho da tela de bloqueio continuam fixos

Use a tela de bloqueio para se expressar

Nova Tela Bloqueada do iOS 16 te permite customizar fundo, fontes, cores e widgets para que se expressar com base em humor, local ou hora do dia, facilitando visualização de itens essenciais e levando mais atalhos à tela de bloqueio (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)

Com o iOS 16, a Apple apresenta uma renovação completa para a Tela Bloqueada, oferecendo alta customização para você deixar o smartphone do seu jeito.

Notificações agora podem ser escondidas para dar destaque ao wallpaper, widgets compactos exibem informações com praticidade sem precisar abrir o aplicativo, efeito de profundidade de campo esconde parte do horário para destacar o que está na frente.

Este é o update que todos esperávamos. Com a nova Tela Bloqueada podemos nos expressar de diferentes formas ao longo da semana (ou até no mesmo dia) apenas pressionando a tela e arrastando para os lados.

Novo iOS 16 estreia com grande foco em customização (Foto: Victor Carvalho/Canaltech)

A interface de edição lembra a dos mostradores do Apple Watch, onde basta arrastar para cima para remover a tela atual e arrastar até a direita para adicionar uma nova tela.

Agora, podemos escolher entre papéis de parede pré-definidos como Tempo e Astronomia, configurar emojis em diferentes padrões, escolher vários efeitos de cor diferentes e, claro, escolher fotos da galeria com efeitos aplicados para tornar o smartphone ainda mais único.

Após definir imagem de fundo é possível customizar tela inicial mantendo a foto original, desfocando ou escolhendo cores sólidas ou gradiente, além de ainda poder utilizar uma imagem completamente diferente para distinguir da tela de bloqueio (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)

Após escolher o papel de parede da tela de bloqueio, também é possível personalizar a tela de início, podendo utilizar a mesma foto original em modo focado ou desfocado, utilizar uma cor sólida ou degradê de sua preferência ou ainda adicionar uma outra foto dedicada para a tela inicial.

Confesso que passei muito mais tempo organizando as diferentes telas de bloqueio do meu celular do que eu gostaria, mas a satisfação de ver algo com a sua personalidade compensa os vários minutos deslizando pelas opções, combinando as diferentes personalizações e escolhendo diferentes fontes e cores.

Live Activity mantém elementos fixos na tela bloqueada e próximo iOS 16.1 trará recurso ativado (Image: Reprodução/Apple)

Outra grande novidade fica para a chegada das Atividades ao Vivo (ou Live Activities): notificações fixas que nos deixam acompanhar um timer em andamento, placar de jogos, entregas de delivery, apps de exercício e mais.

Embora a Apple tenha prometido para o iOS 16, a função é implementada de forma nativa no aplicativo Música e Relógio, onde permite acompanhar o timer sem necessidade para abrir o app ou procurar entre as notificações.

Com a liberação do software ao público, a Apple agora inicia os testes do iOS 16.1, cuja versão inclui códigos disponibilizados aos desenvolvedores para implementar as Atividades ao Vivo em seus aplicativos. A chegada do novo update deve acontecer nas próximas semanas.

Modo Foco aprimorado

Modo Foco permite criar telas iniciais e de bloqueio para diferentes momentos do dia ou atividades específicas (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)

Permitindo que usuários configurem notificações e telas iniciais independentes para diferentes horários do dia (como trabalho, estudo, descanso, carro, estudos e mais), o iOS 16 deixa o Modo Foco ainda mais completo ao levar as telas customizadas para cada modo escolhido.

Este é um dos recursos que uso diariamente e me permite adicionar um espaço dedicado para aplicativos relacionados ao trabalho no Foco Trabalho. Configuro para acessar facilmente widgets de calendário e tarefas, bem como apps de ponto, e-mail e mensageiros.

O novo Foco pode ser sincronizado entre dispositivos e ativado em todos seus produtos da Apple ao mesmo tempo, seja durante um tempo determinado no dia ou utilizando o GPS para ativação ao chegar ou deixar o local de trabalho ou estudo.

Usuários de Apple Watch com watchOS 9 conseguem exibir um mostrador específico para o Foco escolhido e donos de iPad com o iPadOS 16 (previsto para chegar em outubro) também podem configurar telas dedicadas, embora o wallpaper não acompanhe a mudança como nos iPhones.

Aplicativo Saúde lembra você de medicamentos e vitaminas

Enquanto eu testava as versões beta do iOS 16 peguei uma forte gripe e precisei tomar um punhado de medicamentos por uma semana. Lembrei que um dos principais destaques do novo app Saúde era justamente facilitar a configuração dos remédios e lembrar você exatamente quando e qual tomar. Dei uma chance para o recurso e ele virou um dos meus favoritos.

Para acessar é fácil: basta abrir o app Saúde, tocar a aba “Explorar” e selecionar a categoria “Medicamentos”.

iOS 16 chega com Medicamentos no aplicativo Saúde, permitindo compartilhar dados com familiares e nunca esquecer de tomar remédios (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech)

Você pode adicionar facilmente um medicamento utilizando o nome ou câmera, e mesmo se o remédio não estiver catalogado, basta tocar em “Adicionar” e selecionar manualmente o tipo de medicamento, sua intensidade, frequência e horários em que você ou outra pessoa deve tomar, além de facilitar a identificação escolhendo a forma e cores para o ícone e o plano de fundo.

Caso você selecione o medicamento da lista disponibilizada, o aplicativo alerta para fatores de interações, incluindo álcool, cannabis e tabaco, mas também notifica caso um medicamento entre em conflito com outro.

Foi quando eu descobri que o Ibuprofeno não só possui risco sério de interação para o álcool como também pode causar sérios problemas de saúde em quem tem asma, desencadeando uma crise grave.

Por estes alertas e a facilidade e praticidade de compartilhar os dados com familiares, a nova categoria de Medicamentos do aplicativo Saúde é um dos pontos mais importantes do iOS 16 e um dos meus favoritos.

Os pequenos detalhes

iOS 16 tem foco na customização, mas pequenas novidades em todo o sistema transformam a experiência do update (Foto: Victor Carvalho/Canaltech)

A nova versão do sistema operacional finalmente leva resposta tátil ao teclado, vibrando a cada tecla pressionada em vez de apenas reproduzir som. Também temos o controverso novo ícone de bateria que pode ser ativado nas configurações, oferecendo indicação da porcentagem da bateria em número.

O iMessage também recebeu novidades que melhoram a troca de mensagens de iPhone para iPhone. Usuários agora podem editar e apagar mensagens enviadas (recursos muito bem-vindos), além de assistir séries e filmes e ouvir músicas em tempo real com outras pessoas (que eu usei só uma vez).

Após a chegada do Texto ao Vivo em imagens no ano passado, a Apple implementa o Texto ao Vivo em vídeos no iOS 16, permitindo copiar palavras e parágrafos inteiros com facilidade apenas pausando o vídeo e selecionando o trecho. O recurso funciona apenas no player nativo do iOS, impossibilitando o uso em aplicativos como YouTube. Em vídeos gravados pelo smartphone também é possível copiar o conteúdo.

Destaque de fundo recorta objetos, pessoas e animais da foto para facilitar compartilhamento e edições (Foto: Victor Carvalho/Canaltech)

A evolução do Texto ao Vivo é o Destaque de fundo, onde o sistema recorta de forma geralmente precisa um objeto, pessoa ou animal na foto ou imagem para facilitar o compartilhamento em mensagens ou redes sociais. Ótimo recurso para fazer stickers e figurinhas.

O aplicativo Mensagens da Apple também trouxe grandes novidades e finalmente agora permite editar e apagar mensagens enviadas em até 15 minutos. Um alerta é exibido para todos na mesma conversa indicando que o balão de mensagem foi editado ou excluído.

Também temos o novo registro de atividades no iPhone mesmo sem um Apple Watch, permitindo que usuários meçam passos, distância percorrida e estimativa de calorias no círculo de movimento. Círculos de Exercícios e Ficar em Pé continuam exclusivos para uso com o Apple Watch.

Onde pode (e deve) melhorar?

Com o iOS 16 a Apple trouxe novidades que me empolgaram bastante, especialmente em relação à tela de bloqueio, mas não existe motivo para ainda fixar apenas os botões de atalho para lanterna e câmera.

Eu uso ambos o tempo todo e não ligo de continuar sem mudanças, mas há quem prefira utilizar outras ações e aplicativos. Não dar a opção para o usuário escolher o que quer é decepcionante.

Outra alteração que deveria chegar em futuras versões de software está para a quantidade de widgets na tela inicial. Atualmente a Apple oferece quatro colunas em uma única linha e dois tamanhos de widget. Oferecer uma segunda linha e um novo tamanho grande de widget permitiria facilitar a organização de calendários, exibindo todos os dias da semana sem prejudicar a interface.

Área de widgets poderia ser maior com adição de uma segunda linha e chegada de um formato grande para exibir mais informações, como um calendário mensal completo ou detalhes de bateria de múltiplos dispositivos (Foto: Victor Carvalho/Canaltech)

Embora eu não seja o maior crítico do novo ícone de porcentagem de bateria do iOS 16 — para mim o número escrito é mais que o suficiente —, reconheço que a Apple poderia oferecer um método mais claro para exibir a condição da bateria, uma vez que o ícone fica sempre preenchido e um olhar rápido pode sugerir que o celular está com a bateria cheia quando não estaria.

Entregar ao menos um método mais claro para facilitar o entendimento — seja reduzindo o preenchimento do ícone atrás do texto, utilizando diferentes cores ou outras ideias — e oferecer diferentes opções com certeza agradaria todo o público.

Performance e bateria

Dois pontos de grande preocupação relacionados ao novo iOS 16 e me questionam constantemente ficam para o desempenho do iPhone no dia a dia e sua duração de bateria.

Com meu iPhone XS (anunciado em 2018 e equipado com o chip A12 Bionic), noto que há superaquecimento sempre que configuro a tela de bloqueio, o que parece ser um problema que afeta outros usuários do mesmo smartphone. O iPhone XR e iPhone 11 que tenho em casa não apresentam este erro.

Bateria é uma das maiores preocupações de quem ainda não atualizou para o iOS 16 (Foto: Victor Carvalho/Canaltech)

Para funções do dia a dia como tirar fotos, gravar vídeos e uso de redes sociais não percebo mudança em desempenho. Minha primeira impressão assim que atualizei foi que, na verdade, o iPhone ficou mais ágil.

Já em relação à bateria é fácil perceber que o sistema está consumindo muito mais que o esperado. Pelas redes sociais é fácil encontrar comentários repletos de curtidas e respostas concordando que o celular está descarregando muito mais rápido, sendo necessário conectar à tomada de duas a três vezes ao dia.

Conclusão

É inegável que o iOS 16 chega como uma das maiores atualizações já feitas pela Apple, mas existe um grande problema que pode afetar a duração de bateria e levar o iPhone a descarregar mais rápido que o de costume.

A nova Tela Bloqueada com grandes customizações e escolha de cores e fontes diferenciadas, Atividades ao Vivo sempre visíveis, nova forma de empilhar e visualizar notificações, bem como recursos práticos para copiar um objeto, animal ou pessoa de uma foto com poucos segundos são novidades empolgantes, mas o preço a se pagar em relação ao consumo de bateria pode ser grande para muitos.

Dito isso, acredito que a melhor opção para pessoas mais cautelosas seja esperar pelo próximo update, o iOS 16.1, que atualmente está em fase de testes e deve ser liberado pela Apple nas próximas semanas.